Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Cheias em Bangladesh deixam 70 mortos e 200 mil ficam ilhados

Dias de chuva em Bangladesh, alguns dos mais intensos em anos, provocaram enchentes e deslizamentos de terra, matando pelo menos 70 pessoas e cerca de 200.000 ficaram ilhadas, disseram a polícia e as autoridades, Quarta-feira.

O país de baixa altitude e densamente povoado é atingido por chuvas torrenciais durante a estação chuvosa, que começou nas últimas semanas.

Pelo menos 15 pessoas foram mortas na região da cidade portuária de Chittagong, no sudeste, enquanto 30 morreram em Bandarban, numa área conhecida como as colinas de Chittagong.

“Teme-se que muitas pessoas mais estejam presas nas casas nas encostas, soterradas por muita lama. As operações de resgate continuam”, afirmou o vice-comissário de Chittagong, Faiz Ahmed.

Mais 24 pessoas morreram no distrito costeiro de Cox Bazar, perto da fronteira com Mianmar, disseram os funcionários e policiais.

A maioria das mortes foi causada por deslizamentos de terra, outras por colapsos de paredes, relâmpagos e elevação do nível da água.

As equipes da brigada do Exército, da polícia e dos bombeiros estavam a ajudar nos esforços de resgate. Em Sylhet, área de cultivo de arroz e chá, no nordeste, as casas ficaram até um metro debaixo da água, com os residentes empoleirados em cima dos barcos ou a irem para os terrenos elevados.

Três crianças foram mortas. As autoridades da previsão do clima disseram que mais chuvas fortes estavam previstas para os próximos dias.

As equipes de controle de desastres afirmaram que cerca de 150.000 pessoas foram desabrigadas pelas enchentes no sudeste, enquanto 50.000 ficaram presas em Sylhet.

Centenas de casas foram destruídas, enquanto as autoridades tiraram centenas de famílias de barracos e disse às outras para sairem rapidamente.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!