Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chega a 215 o número de mortes prováveis por ebola na RDC

O número de mortes prováveis por ébola no nordeste da República Democrática do Congo (RDC) já chegou a 215, das quais 177 testaram positivo em laboratório, segundo os últimos dados divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério de Saúde.

Num relatório divulgado com números vigentes até 13 de novembro, as autoridades indicaram que o total de casos se situava em 341, dos quais 303 estão confirmados e 38 são prováveis.

O surto foi declarado em 1 de agosto nas províncias de Kivu do Norte e Ituri, mas o controle da epidemia teve obstáculos pela rejeição de algumas comunidades a receber tratamento e a insegurança na zona, onde operam grupos armados.

A actual epidemia, de fato, se transformou na maior na história do país em relação ao número de contágios. Trata-se do segundo surto declarado em 2018 na RDC – só oito dias depois que o ministro congolês de Saúde, Oly Ilunga, proclamou o fim da anterior epidemia, no oeste do país – e o pior da última década na República Democrática do Congo.

Desde 8 de agosto, quando começaram as vacinações, mais de 30 mil pessoas foram inoculadas, em sua maioria, nas cidades de Mabalako, Beni, Mandima, Katwa e Butembo, de acordo com os últimos números do Ministério de Saúde.

O vírus do ebola é transmitido através do contacto direto com o sangue e os fluídos corporais, provoca febre hemorrágica e pode chegar a alcançar uma taxa de mortalidade de 90% se não for tratado a tempo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!