Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chefe de quarteirão acusado de violar sexualmente sua sobrinha em Marracuene

Um cidadão de 50 anos de idade, por sinal chefe de quarteirão 05, no bairro Mateque, no distrito de Marracuene, província de Maputo, é acusado de abusar sexualmente da sua sobrinha de 10 anos de idade, a qual foi submetida a exames médicos no dia seguinte.

As pessoas mais próximas do indiciado contaram que não a primeira vez que um acto hediondo como este acontece. Algumas vítimas foram as próprias filhas, das quais só uma é que admite ter sido violada sexualmente pelo pai. As restantes não pronunciam, o que faz com que se pense que estejam a ser ameaçadas.

O caso deu-se na manhã de quarta-feira (06), mas só foi descoberto à noite. A sua esposa fora doméstica na mesma casa, mas o marido a engravidou teve que passar a viver com ela, segundo uma das vizinhas, em declarações ao @Verdade. “É triste o que este senhor faz às filhas e, agora, a este criança, sua sobrinha. Não se percebe como é que a sua mulher não o denuncia para que sejam preso e pague pelos seus crimes”.

A criança recentemente estuprada disse que o tio ordenou para que ela fosse buscar um balde na casa de banho, onde o encontrou apenas de cueca. Sem piedade, o visado agarrou na miúda com tal forçou e manteve cópula com ela. “O meu tio fez-me as suas coisas e disse para eu não contar nada à minha tia”, relatou a rapariga e a mulher do presumível corroborou.

Segundo a senhora, a vítima desabafou com algumas amigas, as quais não se contiveram e contaram aos seus pais o que tinha acontecido. “Ele (o marido) não negou e pediu desculpas”. Segundo as pessoas próximas da família, o chefe de quarteirão sempre teve um comportamento repudiável, pelo que não se percebe por que motivo ainda se mantém na liderança do bairro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!