Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Chefe de piratas somalis condenado a 20 anos de prisão na Bélgica

O “rei” dos piratas somalis, Mohamed Abdi Hassan, de 58 anos, foi condenado segunda-feira em Bruges, na Bélgica, a 20 anos de prisão efectiva, soube-se de fonte judicial.

À frente dum gangue de piratas somalis que sequestrou em 2009, durante 70 dias, no Oceano Índico o navio de dragagem belga “Pompéi” com 10 membros da tripulação, Mohamed Abdi Hassan foi detido em 2013 no aeroporto de Zaventem de Bruxelas, para onde ele foi atraído pelos serviços da inteligência belgas que lhe tinham prometido realizar um filme sobre a sua vida de pirata marítimo ao largo da Somália.

O seu cúmplice, Mohamed Moalin-Aden, foi condenado a cinco anos de prisão por desvio de barco.

Por outro lado, o pirata foi condenado a pagar 20 mil euros ao capitão do Pompéi e à sua família.

O Pompéi foi capturado pelos piratas no Oceano Índico, a 18 de Abril de 2009, quando ele se deslocava às ilhas Seicheles para realizar trabalhos de dragagem dum novo porto. Mohamed Abdi Hassan e o seu cúmplice aceitaram libertar o navio e os seus 10 membros da tripulação contra o pagamento dum resgate de dois milhões de dólares americanos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!