Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Carvão de Moatize

A companhia Vale Moçambique, pretende investir cerca de 170 milhões de dólares nas áreas de saúde, educação, actividades produtivas, cultura, lazer e infra-estruturas durante as fases de implantação e operacionalização do projecto de Carvão de Moatize em Moçambique.

Desde 2004, quando a Vale ganhou o concurso internacional para realizar um estudo de viabilidade para a exploração do carvão de Moatize, além de investir na área social está igualmente a financiar programas de formação de mão-deobra em actividades como moda e confecções, carpintaria, construção civil e electricidade.

Fontes da empresa garantem que o investimento em formação e qualificação vai continuar, com o programa de formação profissional que será lançado em Moçambique ao longo do presente mês de Abril. Oferecido pela primeira vez fora do Brasil, o referido programa irá formar profissionais para o projecto de carvão e sua primeira turma terá 25 alunos, que serão formados no curso de Operação de Mina. Ao longo de 2009 estão previstas sete turmas, sendo de 160 alunos e, em 2010, outras seis turmas.

Totalizando 340 profissionais nos dois anos. Além da Operação de Mina, serão leccionados os cursos de Electricidade Industrial, Mecânica Industrial, Operador de Planta e Soldagem. O programa em Moçambique seguirá o formato brasileiro que, no último ano, recebeu cerca de 1500 jovens nas áreas de negócio da empresa no Brasil, qualificação de mão-de-obra técnica e promovendo o desenvolvimento local a partir do acesso à educação, emprego e renda.

Em 2010, ficará pronta a unidade da Vale, departamento de educação da Vale, em Moçambique. Esta unidade, que já está em fase de construção, será um centro moderno de formação, que terá salas de estudo, auditório, laboratório, sala de informática e oficinas. Para a formação dos profissionais de mineração haverá um simulador de equipamentos pesados que, dependendo do software, funciona como um simulador de camião todo o terreno ou de retro escavadora, entre outros.

A Estação Conhecimento é um programa que funciona como um núcleo de desenvolvimento humano e económico, desempenhando o papel de agente articulador de redes sociais para o desenvolvimento local, com gestão compartilhada entre a Vele, o poder público e a sociedade.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!