Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

CAN Futebol de praia: Moçambique eliminado pelas Ilhas Maurícias

A selecção nacional de futebol de praia foi derrotada no domingo (22) pelas Ilhas Maurícias, por 5 a 2, em partida da segunda mão da primeira eliminatória de acesso ao Campeonato Africano da categoria. Com este resultado, a equipa de Saidate Moveia foi eliminada com o agregado de 7 a 6.

Depois da vitória por 4 a 2 fora de portas era, mais que, imperioso que Moçambique transitasse para a outra eliminatória em que teria pela frente a poderosa Costa do Marfim mas, contra todas as expectativas, o combinado nacional desiludiu perdendo por 5 a 2, em plena área do Costa do Sol.

No primeiro período, o confronto foi disputado numa toada de equilíbrio, ou seja, a equipa que atacava era perigosamente correspondida. Os forasteiros eram a equipa com maior fluxo ofensivo; todavia, pecavam no capítulo da finalização.

Tudo indicava que seriam os mauricianos a inaugurar o marcador, mas foram os moçambicanos os primeiros a fazê-lo. A dois minutos do final do primeiro período, ou seja, à passagem do minuto 10, a equipa de Saidate Moveia chegaria ao primeiro golo. Depois de uma excelente combinação com Betinho, Silvestre, à entrada do meio-campo contrário, desferiu um portentoso remate que só foi travado pelas redes de François.

A segunda etapa começa com os forasteiros na mó de cima e, no primeiro minuto, Kelly rematou forte mas a bola foi embater na trave, com o guarda-redes moçambicano já batido.

Os anfitriões responderiam no minuto seguinte. Betinho, depois de ganhar um despique com Gravel, rematou e o esférico passou a escassos centímetros do poste direito da baliza de François. Tratou-se de um aviso, já que, um minuto depois, aos quatro, ele mesmo fez o segundo golo do combinado nacional, diga-se, uma obra de arte.

A vencer por 2 a 0 e em vantagem na eliminatória, a equipa moçambicana abrandou o ritmo, o que, de certa forma, foi bem aproveitado pelas Maurícias que marcaram dois golos, todos por intermédio de Stephan Nabab. Os tentos dos forasteiros foram mais consentidos do que conseguidos, visto que a defensiva foi mal batida.

No terceiro e último período, os moçambicanos limitaram-se a defender já que o empate garantia a passagem para a próxima eliminatória, mas as aspirações do combinado nacional reduziram-se a cinzas, visto que no início desta etapa os ilhéus passaram para a frente do marcador graças a, mais, um golo de Stephane Nabab.

O tento dos forasteiros abalou deveras a equipa moçambicana, sobretudo no sector defensivo. Aos seis minutos do final do terceiro período, os forasteiros chegariam ao quarto golo. Kelly Mariva aproveitou a apatia da defensiva do conjunto da casa para fazer o 4 a 2. Com este resultado a eliminatória estava igualada.

Com a eliminatória empatada, Moçambique era obrigado a correr atrás de prejuízo, mas todas as tentativas foram infrutíferas. Os mauricianos pareciam estar a jogar em casa e, a dois minutos do final da partida, chegariam ao quinto golo, outra vez, por intermédio de Stephan que fez o seu quarto na partida.

Com este resultado, as Maurícias garantiram um lugar na próxima eliminatória em que terão pela frente a Costa do Marfim.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!