Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

CAN 2015: Balboa brilha, Guiné Equatorial vira sobre a Tunísia e está nas meias-finais

A Guiné Equatorial está pela primeira vez nas meias-finais de um Campeonato Africano das Nações (CAN) em futebol, depois de vencer a Tunísia por 1 a 2, com dois golos de Balboa, num jogo onde houve polémica e foi preciso ir a prolongamento.

Apesar do abismo técnico entre as equipes – segundo a Fifa, a Tunísia é a 22ª melhor seleção do mundo, 96 lugares a frente de Guiné Equatorial, 118º colocado, equipe com a pior colocação no CAN -, os donos da casa (que nunca haviam ficado entre os oito melhores na CAN) seguraram o empate sem golos até os 25 minutos da etapa final, quando Ahmed Akaichi abriu para os tunisinos.

Depois disso, loucura, psicopatia e caos no Estádio de Bata: depois da pressão guineana, com algumas chances de golo, o juiz Rajindraprasad Seechurn viu um inexistente penálti de Ali Maaloul sobre Ivan Bolado aos 48 minutos. Sob intensa reclamação dos tunisinos – que reclamavam, não com certa razão, da penalidade -, Javier Balboa converteu a cobrança e levou a partida ao prolongamento.

Exaustos, o Golias tunisiano não foi páreo no tempo extra e se viu pressionado por um Davi guineense incendiado pelo apoio de uma claque que enchia o estádio. Aos 11 minutos do primeiro tempo do prolongamento, Balboa, de novo, num belo golo de falta, desferiu um golpe mortal nas pretensões da selecção do norte do continente conquistar o seu bicampeonato e manteve vivo o sonho do inédito título guineense.

Agora, a Guiné Equatorial espera o vencedor entre a xará Guiné e a tradicional Gana – as equipes decidem a vaga neste domingo.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!