Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Campanha sem incidentes em Pemba

O arranque da campanha eleitoral, no domingo, para as quartas eleições gerais e as primeiras provinciais de 28 de Outubro próximo foi marcado por um ambiente calmo ao nível da província de Cabo Delgado, sobretudo na capital provincial, Pemba.

A Frelimo, partido no poder em Moçambique, iniciou a sua campanha na cidade de Pemba com a realização de um comício popular, caracterizado, essencialmente, por apelos ao civismo e tolerância politica dos seus membros e simpatizantes, bem como ao publico em geral, transformando este importante evento numa grande festa eleitoral. O comício foi orientado pelo membro da Comissão politica da Frelimo e Chefe da Brigada Central desta forca politica para a província de Cabo Delgado, Eneas Comiche, que contou com a presença de outros quadros seniores do partido a nível central, provincial e da cidade de Pemba.

Segundo o primeiro secretário da Frelimo e chefe do gabinete eleitoral na cidade de Pemba, Nazario Abdula, neste primeiro dia, a campanha decorreu num ambiente sereno e sem choques entre as várias forças políticas, pelo menos na cidade de Pemba. “Esperamos que esse ambiente prevaleca ao longo dos 45 dias e que os eleitores saibam votar no próximo dia 28 de Outubro”, apelou Abdula, manifestando o seu optimismo quanto a vitoria retumbante da Frelimo e do seu candidato presidencial, Armando Guebuza.

Depois do comício, a caravana da Frelimo percorreu as artérias da cidade e escalou alguns bairros onde exortou os potenciais eleitores a afluírem em massa as urnas no próximo dia 28 de Outubro e pediu o voto, condição essencial para a vitória nas eleições. O desfile de viaturas e motocicletas prolongou–se ate ao final da tarde. Para alem do desfile, o dia foi marcado por actividades de carácter cultural e recreativo, que tiveram lugar numa das praças da urbe.

Enquanto isso, o candidato as presidenciais do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Daviz Simango, iniciou a sua corrida eleitoral no distrito de Chiure, a sul da província. O actual edil da cidade da Beira (capital provincial de Sofala) escolheu a província de Cabo Delgado para o arranque da campanha, mesmo sabendo que o seu partido não concorre nesta parcela do país, por ter sido desqualificado, a semelhança de tantos outros pequenos partidos.

Neste primeiro dia da campanha, a Renamo pouco se fez presente nas ruas, pelo menos, ao nível da cidade capital, onde mesmo os cartazes de campanha se podia contar aos dedos, contrastando com o que acontece com o seu principal adversário, a Frelimo, que espalhou todo tipo de materiais propagandísticos em toda a urbe. Alias, os únicos cartazes que se podiam ver nas ruas de Pemba são do partido no poder e do seu candidato as presidências, Armando Guebuza, que concorre para a sua própria sucessão.

Fora destas três forcas politicas, nenhum outro partido saiu a rua para a caça ao voto em Cabo Delgado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!