Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Caçador furtivo detido em Mecula com 10 pontas de marfim

A Polícia da República de Moçambique (PRM) no Niassa, em coordenação com os fiscais da reserva do Niassa, deteve esta semana um indivíduo que responde pelo nome de Castro João Macunda, de 34 anos de idade, residente no povoado de Mpamanda, posto administrativo de Luchenda, em Mecula, indiciado de ser caçador furtivo.

O facto foi dado a conhecer ao jornal Diário de Moçambique por Alfredo Fumo, chefe das relações públicas no comando provincial da Polícia, no seu habitual balanço semana com jornalistas. Fumo disse que com Macunda foi encontrado com dez pontas de marfim e uma arma de fogo de calibre 375.

A PRM e os fiscais da reserva do Niassa estão a trabalhar para a neutralização dos seus comparsas, porque na altura em que Macanda foi detido, outros puseram em fuga.

Precisou ainda que casos de caça furtiva na reserva do Niassa são frequentes e os caçadores furtivos, que se destacam, são de origem tanzaniana. Quando abatem os elefantes, retiram os seus troféus, deixando a carne no meio da mata.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!