Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Button tenta sexta vitória no GP da Turquia

Com cinco vitórias em seis corridas de Fórmula 1, o britânico Jenson Button (BrawnGP) tentará conseguir neste domingo no Grande Prêmio da Turquia sua sexta vitória, não só para reforçar sua liderança, mas também para aproximá-lo cada vez mais do título do Campeonato Mundial de 2009.

“Para o título dos pilotos, está começando a ficar difícil. Se um BrawnGP ganhar aqui neste fim de semana, estará quase terminado”, comentou o alemão Nico Rosberg, que classificou de “não realistas” as suas chances de lutar pelo pódio em Istambul, apesar da evolução de seu Williams.

Button, com 51 pontos de 55 possíveis, conta com uma vantagem importante sobre seus perseguidores. Seu principal adversário é o brasileiro Rubens Barrichello (35 pontos), seu companheiro na BrawnGP, com o qual já fez três dobradinhas este ano. O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, é o terceiro colocado, a 28 pontos do líder. “Se Jenson continuar ganhando, o Mundial terminará provavelmente depois de 12 ou 13 corridas”, comentou o espanhol Fernando Alonso, lamentando que o seu Renault tenha perdido muito cedo qualquer chance de lutar pelo título. “É bom para ele, mas é uma pena, porque foi bonito ver os dois últimos mundiais decididos na última corrida do ano. Foi bom para o desporto e para os espectadores”, assinalou o piloto asturiano, bicampeão mundial (2005/2006) com a Renault.

Antes de Button, quatro pilotos ganharam cinco das seis primeiras corridas de uma temporada, e todos foram campeões: Jim Clark (1965), James Stewart (1969), Nigel Mansell (1992) e Michael Schumacher (1994 e 2004), que em 2002 venceu as seis primeiras provas da temporada. Em todas estas edições, o título do mundial foi conquistado antecipadamente, salvo o de 1994, para o qual Schumacher teve que esperar até a última corrida.

“Cada vez mais conseguem melhores largadas. Não têm pontos fracos neste momento. É muito difícil vencê-los por este motivo”, acrescentou Alonso, ao elogiar as qualidades dos BrawnGP. A força da nova escuderia, herdeira da Honda, também foi destacada por outros pilotos. “Os únicos que têm possibilidades reais de alcançá-la são os Red Bull”, sublinhou Rosberg. “Eles venceram todas as corridas em pista seca. Vamos lutar ao máximo para impedir que ganhem pela sexta vez”, avisou o australiano da Red Bull, Mark Webber.

A Ferrari, apesar de seus progressos, apresenta-se em Istambul com algumas dúvidas. “Ganhei três vezes aqui. Sinto-me em casa. Mas ganhar uma quarta vez será difícil”, avisou o brasileiro Felipe Massa.

Ao ser perguntado sobre suas atuações, Button não se mostrou eloqüente. Depois de lembrar seu “fantástico” inicio de temporada, o britânico assegurou que queria “conseguir o máximo de pontos” no circuito de Istambul.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!