Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Button completa o ‘dream team’ inglesa da McLaren

O inglês Jenson Button, campeão mundial 2009 de Fórmula 1, juntou-se na quarta-feira a seu compatriota Lewis Hamilton, campeão em 2008, na escuderia McLaren, que montou para a próxima temporada uma verdadeira ‘dream team’ com as cores da Inglaterra.

“A McLaren tem o prazer de anunciar que o actual campeão mundial Jenson Button assinou um contrato de vários anos”, anunciou a escuderia britânica em comunicado, sem especificar a duração do contrato nem o salário que receberá o piloto. De acordo com o jornal The Guardian, Button assinou com a McLaren um contrato de três anos e receberá seis milhões de libras (6,8 milhões de euros) por temporada, ou seja, duas vezes mais do que recebia na Brawn GP.

No mesmo comunicado, Button admitiu que deixar a Brawn foi uma decisão difícil, mas explicou que a atracção pela McLaren e seu passado de glórias acabou falando mais alto. “Acompanho a McLaren desde pequeno, e tenho agora a oportunidade única de ser um membro desta escuderia”, afirmou. Jenson Button, 29 anos, vai correr com seu compatriota Lewis Hamilton, campeão mundial em 2008. Será a primeira vez na história da F1 que uma equipe iniciará uma temporada com os dois últimos campeões mundiais. Trata-se também da primeira dupla de campeões britânicos correndo na mesma escuderia desde Graham Hill e Jim Clark na Lotus em 1968.

Indagado sobre uma eventual batalha de egos na McLaren, uma escuderia que reuniu Ayrton Senna e Alain Prost no fim dos anos 80 e Hamilton e Fernando Alonso em 2007, Button garantiu que está ansioso para trabalhar com seu conterrâneo. “Lewis atingiu um nível de sucesso incrível em pouco tempo. É um piloto extremamente talentoso, que soube ganhar o respeito de todos os pilotos da F1”, declarou. “Tenho certeza de que podemos aprender muito um com o outro, e estou ansioso por juntar nossas competências respectivas para ajudar a equipe”, acrescentou.

“Conheço Jenson, e nós nos completamos muito bem. Tanto eu quanto ele desejamos que a equipe tenha sucesso. Vamos exigir muito um do outro, mas tenho certeza de que conseguiremos estabelecer rapidamente uma excelente relação profissional”, afirmou Hamilton no mesmo comunicado. Apesar da vontade da Brawn de mantê-lo, Button decidiu encerrar sua parceria com a escuderia que lhe permitiu conquistar este ano seu primeiro título mundial.

A ida do inglês para a McLaren foi confirmada dois dias depois do anúncio da compra da Brawn GP pela Mercedes, que quer ter sua própria escuderia em 2010 e se desligar da McLaren. O alemão Nick Heideld é o mais cotado para assumir a vaga de Button na Brawn GP.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!