Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Brigadas já estão nos distritos

Equipas de trabalho, compostas por membros do governo, empregadores e sindicatos, estão, a partir desta semana, a desdobrar-se para diversos pontos da província de Nampula, com o objectivo de dar continuidade e divulgar a campanha nacional sobre o Diálogo Social e Cultura de Trabalho.

 

 

A iniciativa surge na sequência da réplica empreendida pela ministra do sector, Maria Helena Taípo, do processo que foi lançado à escala nacional pelo Presidente da República, Armando Guebuza, a 11 de Novembro corrente na capital do país.

A ministra do Trabalho, que orientou na cidade de Nampula o lançamento da campanha a nível provincial, disse que os grupos de trabalho que, à posterior, se deslocarão aos distritos e outros pontos da região, têm como missão principal criar condições para que todos actores envolvidos no processo laboral estejam sensibilizados sobre a necessidade do diálogo com vista à busca de incessantes consensos e soluções para os desafios que o mercado de trabalho impõe.

Para a titular da pasta do Trabalho, o governo sempre estará empenhado no sentido de levar a acabo acções que permitam, junto dos parceiros e com a implantação dos fóruns provinciais de Consulta e Concertação Social, uma melhor disciplina laboral que conduza, a par de outros factores, à melhoria dos níveis de produção e de produtividade, inseridos no espírito de uma nova cultura de trabalho.

Por seu turno, o secretário provincial da OTM-Central Sindical ao nível da Nampula, Joaquim Mateus, disse que o seu movimento ao nível desta região nortenha do país enaltece o processo de diálogo social e cultura de trabalho por reconhecer que, com estes pressupostos, vários conflitos laborais e sociais serão resolvidos pacificamente, podendo-se alcançar acordos de entendimentos entre as partes.

Aliás, segundo o secretário provincial da OTM-CS em Nampula, os trabalhadores, para além de apoiarem esta iniciativa lançada pelo PR, aguardam com muita esperança uma mudança de atitude dos empregadores passando a respeitar o estabelecido no diálogo social e aceitar a negociação colectiva com as estruturas sindicais, órgãos representativos da massa laboral nos centros de trabalho.

Em representação do CTA na província, Caetano Brito afirmou que o sector privado de Nampula está disposto a colaborar com o governo e os trabalhadores com vista a intensificar cada vez mais e melhor o diálogo entre as partes.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!