Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Briga entre irmãos menores termina em assassinato

Samuel Alfredo de 17 anos de idade, estudante, foi brutalmente esfaqueado pelo seu irmão mais novo de apenas catorze anos, no bairro do Choupal, em Maputo, por causa de uma briga devido a uma peça de vestuário.

Arnaldo Chefo, porta-voz do Comando da PRM da Cidade de Maputo, disse que o finado perdeu a vida a caminho do Hospital Central de Maputo (HCM) devido ao brutal esfaqueamento que sofreu na zona do abdómen. Segundo a Polícia, os pais de Samuel Alfredo instauraram um processocrime contra o seu outro filho Guilson Alfredo, de 14 anos de idade, autor do crime.

O processo está registado sob número 734/ 16ª Esquadra/09/25 de Junho. Arnaldo Chefo revelou ainda que o processo-crime aberto pelos pais serve apenas para a corporação policial o corrigir do crime brutal – uma vez que ele não tem idade para cumprir pena de prisão, apesar de ter esfaqueado o irmão até a morte. “O menor de idade não pode ser privado da liberdade, apesar de ter cometido o crime. Os pais apenas devem encaminhá-lo a um centro de reabilitação infantil”, disse.

Barracas promovem criminalidade

A maior parte das barracas instaladas um pouco por muitas das artérias da capital moçambicana, Maputo e arredores, não respeita o horário de encerramento. Por isso estão a promover a prática de actos criminais, insegurança pública, homicídios, roubos de entre outros males. Razão pela qual a partir de hoje o comando da cidade de Maputo leva a cabo uma fiscalização com o objectivo de penalizar os proprietários que desobedecerem aos horários estabelecidos.

Arnaldo Chefo disse que as barracas devem encerrar às 21 horas, como está estipulado na postura camarária. Depois das 21 horas, as barracas que continuarem em funcionamento, levarão os seus acordo com o preconceituado na lei vigente no País. “A maior parte de crimes que tem ocorrido nas artérias de Maputo é arquitectado nas barracas. Os malfeitores preparam os crimes durante sessões de bebidas alcoólicas”, revelou Arnaldo Chefo.

Acidentes de viação e fiscalização

Durante a última semana em apreço, a Polícia de Trânsito (PT) registou, na cidade de Maputo, um total de 21 acidentes de viação que causaram a morte a 3 pessoas. Deles também resultaram 16 feridos graves e 11 ligeiros. A Polícia interpelou no mesmo período 355 viaturas, passou multas a 124 condutores, e apreendeu 70 cartas de condução.

Foram sujeitos a testes de alcoolemia 355 condutores e em 87 acusou positivo (24,5%). Crimes Segundo a Policia, registaram-se em Maputo-Cidade 14 crimes de natureza brutal. Houve ainda 37 contra a propriedade, 11 contra pessoas e 14 contra ordem e tranquilidade pública. Foram detidos 62 indivíduos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!