Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Brasil chega a Johannesburgo e refugia-se em hotel exclusivo

Brasil chega a Johannesburgo e refugia-se em hotel exclusivo

A seleção brasileira de futebol desembarcou esta quinta-feira em Johannesburgo e seguiu para o hotel em que ficará concentrada durante a Copa do Mundo, localizado no complexo de golfe Randpark, no bairro residencial de Randburg. Num dia ensolarado, os jogadores brasileiros viajaram num voo fretado e desembarcaram às 7H00 da manhã no aeroporto Oliver Tambo de Johannesburgo.

Eles foram recebidos por alguns fãs, uma operação de segurança tranquila e muitos jornalistas, além do presidente do comitê organizador da Copa, Irvin Khoza. “Estou muito impressionado com a seleção brasileira. Posso ver que encaram com confiança e seriedade o torneio. O técnico Dunga disse apenas uma coisa quando a equipe chegou: estamos preparados”, afirmou Khoza. “A chegada do Brasil dá uma grande confiança a todos os sul-africanos de que este Mundial já está sendo jogado”, completou.

O avião dos pentacampeões mundiais foi enfeitado com frases de incentivo dos adeptos brasileiros. Após o protocolo do desembarque, a seleção esperou por 30 minutos pela chegada de Lúcio e Maicon, que após o título da Liga dos Campeões da Inter de Milão no sábado passado receberam autorização para viajar diretamente a Johannesburgo.

Duas horas depois de descer do avião, a delegação seguiu para o hotel Fairway, dentro complexo de golfe da zona residencial de Randburg, onde ficará concentrada. O Brasil foi a segunda equipe a desembarcar na África do Sul, depois da chegada da Austrália na quarta-feira.

A equipe que vai tentar o hexacampeonato está no Grupo G do Mundial, ao lado de Coreia do Norte, Costa do Marfim e Portugal, e estreia no dia 15 de junho em Johannesburgo contra os asiáticos. Cinco dias depois enfrenta os africanos na mesma cidade e em 25 de junho encara os lusitanos em Durban.

A chegada do Brasil no Hotel Fairway não provocou euforia, já que poucos torcedores sul-africanos estavam no local, que fica em uma área afastada, ao lado de repórteres, fotógrafos e cinegrafistas da imprensa brasileira e estrangeira. O ônibus da delegação brasileira chegou ao hotel escoltado por duas viaturas e observado por um helicóptero policial. Um grupo de agentes aguardava na entrada para garantir a segurança.

O técnico Dunga manteve a expressão séria durante todo o percurso. Entre os jogadores, o atacante Robinho permaneceu ajoelhado em seu banco e conversava animadamente com os companheiros de equipe. O Fairway ainda passava por obras na semana passada. O estabelecimento tem 62 quartos, duas suítes presidenciais, campos de golfe, spa, piscina e academia de ginástica.

A seleção chegou a Johannesburgo procedente de Brasília, onde se encontrou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Alvorada. Antes, os jogadores iniciaram a preparação para o Mundial, com exames médicos e treinos físicos, na cidade de Curitiba, no Centro de Treinamentos do Atlético Paranaense. Os jogadores devem descansar esta quinta-feira e apenas o técnico Dunga deve conceder uma entrevista coletiva.

A expectativa agora fica por conta do estado de Kaká, o camisa 10 da seleção, que se recupera de uma lesão muscular. Em Curitiba, após um trabalho de fortalecimento muscular o meia participou apenas em um treino físico com o restante do grupo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!