Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

BIRD aumenta capital social em prol dos países de baixa renda

O capital social do Banco Mundial (BIRD) vai ser incrementado “dentro em breve”, visando manter o nível de apoio financeiro aos países de baixa renda, incluindo Moçambique, segundo o seu presidente, Robert Zoellick.

“Vamos aumentar o capital social do banco para não haver cortes nos números canalizados aos países de baixa renda da África e de outros continentes”, afirmou Zoellick, respondendo a uma pergunta dos jornalistas moçambicanos que na passada terça-feira queriam saber da sorte de Moçambique e outros países beneficiários de fundos daquela instituição, uma vez que a retoma do crescimento das economias dos países desenvolvidos pós-crise financeira e económica mundiais está num ritmo lento, face ao esperado.

Disse ainda que o BIRD acaba de disponibilizar para aqueles países cerca de 88 biliões de dólares, “metade dos quais se situam em África e para África ao sul do Sahara há uma verba de 7,8 mil milhões, representando um aumento de 36%, em relação ao ano anterior”, enfatizou o presidente do Banco Mundial ainda na sua tentativa de garantir incremento da ajuda da sua instituição, apesar do crescimento lento das economias dos países mais industrializados.

Produtividade agrícola

Zoellick falava durante uma video-conferência aberta a jornalistas de 25 países da África onde até ao dia 02 de Fevereiro se encontrava em visita de trabalho a alguns deles e depois de ter participado, na Etiópia, na cimeira anual da União Africana, onde também esteve presente o Presidente da República, Armando Guebuza. Zoellick revelou que o apoio financeiro ao continente destina-se a aumentar a capacidade de produção e produtividade agrícola “para minimizarmos os efeitos negativos daquelas duas crises que se estão a transformar na insegurança alimentar em muitos países do continente”.

“Queremos que haja produtividade na agricultura para evitarmos a morte entre africanos e populações de outros países de baixa renda de fora do continente”, indicou o presidente do Banco Mundial, falando ainda para jornalistas moçambicanos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!