Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Biocombustiveis: projecto ECOMOZ já produz jatropha

O Projecto ECOMOZ (Energias Alternativas Renováveis, Lda) já iniciou a produção de Jatropha no âmbito do programa integrado de produção e comercialização de biodiesel a partir desta planta oleaginosa. O projecto ECOMOZ é uma iniciativa conjunta da empresa pública Petróleos de Moçambique, Petromoc, e seus parceiros.

Esta empresa criou, em 2007, uma unidade de processamento de biodiesel, tendo como matéria-prima o óleo de copra adquirido na província de Inhambane, a mais de 300 quilómetros a Norte da capital do país, Maputo. A unidade de processamento de biodiesel da Petromoc esta instalada no parque industrial da Matola, arredores da cidade de Maputo. De acordo com informações apuradas pela AIM, a produção da Jatropha devia ocorrer numa área de cinco mil hectares, na zona de Macandzene, distrito da Manhiça, província meridional de Maputo, a cerca de 80 quilómetros também a Norte da cidade de Maputo.

Porém, até ao momento, o projecto obteve o Direito de Uso e Aproveitamento da Terra (DUAT) para uma área de três mil hectares onde já foram plantadas 7.500 árvores. Um dos grandes constrangimentos que o projecto enfrenta para manter funcional a sua capacidade instalada é o fornecimento de matéria-prima. Esta fábrica pode produzir cerca de 40 milhões de litros de biodiesel por ano.

Até Março último tinha produzido o primeiro “milhão de litros”, desde que iniciou a sua operação em 2007. A Petromoc está a equacionar a expansão da unidade de produção de biodiesel para as cidades da Beira, no Centro, e Nacala, no Norte de Moçambique, respectivamente.

Esta expansão esta também refém do aumento da disponibilidade de matériaprima. A criação desta unidade fabril surge como primeira resposta da Petromoc e seus parceiros ao desafio de se recorrer a formas sustentáveis de produção de combustíveis.

A aposta em biocombustíveis resulta da necessidade de se reduzir a dependência total de Moçambique em relação a importação de produtos derivados do petróleo, o que coloca a economia moçambicana vulnerável a volatilidade dos preços daqueles produtos no mercado internacional. ECOMOZ é um projecto que a Petromoc tem estado a desenvolver, desde 2006, em parceria com a “Biomoz”, “Hende Wayela” e “Bioenergia”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!