Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Berlusconi sofre derrota pesada em eleições locais na Itália

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, sofreu na segunda-feira uma perda significativa em Milão, o seu reduto eleitoral no norte da Itália, nas eleições locais. A derrota ameaça desequilibrar seu governo de coalizão de centro-direita. Enfraquecido pelo seu envolvimento em três julgamentos por corrupção e um escândalo de prostituição de menores, o primeiro-ministro de 74 anos perdeu o controle da capital financeira da Itália, a base do seu vasto império de mídia, bem como de uma série de outras cidades.

Com a maioria dos votos apurados, o esquerdista Giuliano Pisapia estava prestes a ser tornar o vencedor em Milão, com cerca de 55 por cento dos votos, contra cerca de 46 por cento para a prefeita de centro-direita, Letizia Moratti. “Está claro que perdemos. A única coisa a fazer é manter a calma e continuar”, disse Berlusconi a jornalistas que o acompanham em uma viagem à Romênia, no leste da Europa. Entre uma série de outras derrotas, a cidade portuária de Nápoles, no sul da Itália, a terceira maior cidade do país, ficou com o partido de oposição Itália de Valores por uma enorme diferença.

Os resultados levantaram a possibilidade de eleições nacionais serem realizadas antes da data prevista de 2013. A centro-esquerda facilmente manteve-se no poder em Turim e em Bolonha no primeiro turno da votação. O mais recente golpe para o governo ameaça expor divisões na aliança entre o partido governante, o PDL de Berlusconi, e o partido anti-imigração Liga Norte.

A Liga, cujo apoio é vital para a pequena maioria de Berlusconi no Parlamento, também sofreu muitas derrotas, perdendo o controle das cidades como Novara e Pavia, aprofundando o alarmismo no partido sobre sua ligação com o primeiro-ministro. “Esta é uma derrota muito pesada e grande perdedor é o primeiro-ministro,” disse Leonardo Boriani, editor do jornal La Padania, do partido Liga do Norte, que tem atacado repetidamente o PDL nas últimas semanas.

O ministro do Interior, Roberto Maroni, um dos mais antigos ministros da Liga do Norte, disse que o resultado não ameaça a sobrevivência da coalizão, mas ainda assim era um “tapa na cara” e um sinal de que o governo precisava se empenhar mais. “Esta é a primeira derrota para a coalizão de centro-direita de Berlusconi desde que voltou ao poder, e envia um sinal claro da desilusão dos eleitores”, afirmou Maurizio Pessato, da empresa de pesquisa SWG. “Esses resultados tornam as eleições antecipadas mais prováveis, possivelmente no próximo ano, e eu não vejo nenhuma chance de reformas econômicas significativas serem implementadas por um governo em fim de carreira.”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!