Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Barcelona financia reabilitação do Centro Cultural Ntsindza

O edil da cidade de Maputo, David Simango, afirma que a parceria entre o seu município e a Câmara Municipal da Barcelona, Espanha, contribuiu para o renascimento do associativismo entre os dois municípios.

Simango falava esta sexta-feira, no Xipamanine, arredores da capital moçambicana, durante uma visita às instalações do Centro Cultural Ntsindza, cujas infra-estruturas beneficiaram, recentemente, de uma reabilitação no âmbito da cooperação entre as cidades de Maputo e Barcelona. Na ocasião, Simango fazia-se acompanhar por uma delegação da Câmara Municipal da Barcelona que está, desde quarta-feira, de visita a Maputo.

A visita da delegação de Barcelona, chefiada pelo vice-presidente daquele município, enquadra-se no contexto do estreitamento da cooperação internacional. Ntsindza beneficiou, recentemente, de obras de reabilitação que incluem a construção de um campo polivalente para actividades desportivas do bairro, projecto avaliado em treze milhões de meticais (cerca de 470 mil dólares norte-americanos), através de uma pareceria entre os dois municípios. Segundo Simango, “o centro cultural Ntsindza, que no passado foi um importante ponto de convergência de um grande movimento cívico e de manifestação cultural, desportiva e artística, hoje apresenta-se com uma nova cara graças aos esforços conjugados entre os dois municípios”.

No referido centro, são desenvolvidas acções importantes de formação de jovens munícipes para a sua participação activa nos processos democráticos e de desenvolvimento do país, para de ser um palco de grandes manifestações culturais, artísticas e sociais de vária índole. No passado, segundo Simango, “Ntsindya clamava por uma reabilitação. Hoje, clama por uma construção de instalações para o funcionamento de serviços administrativos”.

A delegação espanhola também visitou o Arquivo Municipal e a avenida Samora Machel, na baixa da cidade de Maputo, infra-estruturas que beneficiarão de financiamentos e cooperação técnica, ao abrigo de um protocolo assinado a 06 de Setembro de 2007, em Barcelona, por representantes dos dois municípios. Assim, a avenida Samora Machel vai beneficiar de uma remodelação, que parte da Praça da Independência ao Porto de Maputo.

Esta transformação visa pôr uma nova forma de utilização daquela infraestrutura, tendo os peões como alvo beneficiário onde o passeio passa a ser central e com uma largura de 18 metros, medidas que irão possibilitar o acolhimento, naquela avenida, de grandes eventos, actividades culturais, para alem de ser usada (a avenida) como um local de comércio, entre outras actividades da câmara municipal.

O projecto da modernização desta avenida, cujas obras arrancam em Abril próximo, está orçado em cinco milhões de dólares norte-americanos, valor a ser disponibilizado pelos municípios de Maputo e de Barcelona. O protocolo de amizade e cooperação entre Maputo e Barcelona preconiza, entre outros aspectos, a necessidade de estreitar as relações económicas e culturais entre as duas cidades, bem como promover projectos de interesse mútuo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!