Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Banda fundada por Jeremias Ngwenha

Banda fundada por Jeremias Ngwenha

Vha fana vha Ngwenha segue o legado

Vha fana vha Ngwenha é o nome do grupo musical, encabeçado por Albino Ngwenha, irmão do malogrado Jeremias Ngwenha, conhecido também por “Vadhla Vôche”. Em entrevista ao Jornal @ Verdade, o portavoz do grupo diz que o seu empenho na música é uma homenagem ao seu falecido irmão.

Albino Ngwenha começa a cantar aos 12 anos, na igreja Assembleia de Deus, junto do seu irmão Jeremias Ngwenha, num grupo coral chamado “Amigos de Deus”. Foi aí onde deu os primeiro passos, cantando a música gospel. Aos 16 anos de idade, juntase ao grupo de dança Thumba, onde aprendeu a dançar, e, mais tarde, veio a tornar-se bailarino de Jeremias Ngwenha na companhia dos Vha fana vha Ngwenha. Neste percurso Albino fazia coros nas músicas de Jeremias Ngwenha, e como ele mesmo diz “para além de dançar, o meu irmão fazia questão de que eu fizesse coros nas suas músicas e dizia que eu seria um bom músico”.

Albino Ngwenha revelou que um dos desejos do autor de “La famba bicha”, era editar o álbum, cujo título seria “Vadlha va tirhe?”, que em português quer dizer, “Será que os trabalhadores vivem em boas condições?” O desejo não foi concretizado devido ao seu estado de saúde debilitado que o levou à morte em Março de 2007. E para a concretização do sonho de seu irmão, Albino Ngwenha, estão em estúdio a gravar o seu primeiro disco, que se vai intitular “Vadlha va tirhe?”, uma questão que, segundo eles, é dirigida ao Governo, aos empregadores, e à sociedade em geral. “Se por um lado, o preço do combustível e consequentemente dos transportes, e dos produtos alimentares básicos está a subir, será que o salário também está a subir?”, indagou.

O álbum comportará dez temas, com algumas das letras deixadas pelo malogrado e outras da sua autoria. A temática não fugirá à tradição do Jeremias Ngwenha – cantar o dia-a- dia da sociedade, com um punho de intervenção, bem ao estilo Marrabenta e Muthimba. Albino Ngwenha contou que após a morte do seu irmão, a vontade de abandonar a música não lhe faltou, mas com o apoio dos fãs de Jeremias Ngwenha, conseguiu dar continuidade à carreira que juntos iniciaram.

“Pelo facto de Jeremias ter sido o elemento principal e a cabeça do grupo, foi-me muito difícil continuar, mas com a apoio dos seus fãs, do Jossias Macamo, jogador do Costa do Sol, Samuel Soto e dos líderes de algumas bandas que o acompanhavam, foi possível pensar de uma forma positiva e apostar na continuidade como uma forma de ocupar o vazio por ele deixado na música moçambicana ” disse.

O grupo do Ngwenha, composto por quatro elementos, o vocalista Albino Ngwenha e três bailarinos, Sabadinho, Júnior Ismael e Estevão, adiantou que em Março de 2009, mês em que pereceu Jeremias Ngwenha, realizará um grande concerto em homenagem ao “show-man” que em vida movimentou muito público em grandes espectáculos, dentro e fora do país.

Actualmente, para além de estar a trabalhar nas gravações do seu primeiro disco, o grupo está com as atenções viradas para o concurso Top Ngoma Moçambique, anualmente realizado pela Rádio Moçambique. Na edição do Top Ngoma 2001 o seu irmão ganhou o prémio de “Canção Mais Popular”, com a música “Vadhla Vhôche”. A canção “Vadlha vha tirhe?” encontra-se bem posicionada na lista das “dez mais” do Top Ngoma 2008 e já conseguiu alcançar o lugar cimeiro da tabela classificativa.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!