Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Baixa preço da matrícula de veículos automoveis

O preço praticado para a obtenção da nova chapa de matrícula para os veículos automóveis vai sofrer uma redução considerável nos próximos dias, segundo Taibo Issufo, Director-Geral do Instituto Nacional de Viação (INAV).

Taibo Issufo, citado pelo Jornal Noticias, adiantou que o INAV e as empresas concessionárias vão se reunir, esta semana, para estabelecer um novo preçário.

Actualmente, o par de matrículas custa 1.900 meticais (63.2 dólares norteamericanos), valor visto por muitos automobilistas como sendo bastante elevado.

Issufo, que não revelou a nova proposta a vigorar futuramente, se sabendo apenas que o Ministério dos Transportes e Comunicações deu luz verde para que o INAV se reúna com as empresas concessionárias, de modo a definir uma nova tabela e que vá de encontro com as possibilidades dos cidadãos.

O serviço foi concessionado a uma empresa moçambicana denominada ‘Whasintelec’ que detém o monopólio no fornecimento de chapas de matrícula em branco com as características determinadas pelo INAV.

Paralelamente foram licenciadas cinco empresas que colocam as letras e números de matrículas na chapa, nomeadamente: Trem Auto, Auto Leu-Leu, Publicidade, Mobílias e Projectos, Auto Hilux e Mussagy Bay Mamud Bay.

As empresas concessionárias começaram a trabalhar em fase experimental na cidade e província do Maputo, na atribuição de chapas de matrículas, tendo, até a à entrada desta semana, emitido perto de 2.700 novas chapas.

Estas empresas licenciadas pelo INAV não produzem a chapa de matrícula para ninguém sem que tenha documentos comprovativos de propriedade da viatura, segundo reporta o jornal.

Espera-se que o número de empresas que fornece chapas de matrículas na cidade e província do Maputo aumente para cinco, ainda esta semana, enquanto se espera para breve o licenciamento de mais entidades para operarem nas províncias de Nampula e Tete, no norte e centro do país.

A nova matrícula começou a ser produzida a 21 de Março último em fase experimental na cidade e província do Maputo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!