Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Autoridade tributária opera mexidas de gestores

A Autoridade Tributária de Moçambique operou esta semana mexidas de vulto nos seus gestores ao nível da zona norte, com ênfase para o sector das alfândegas onde se pretende uma dinâmica cada vez mais crescente prosseguindo com as reformas tributárias, quer legislativas, quer de índole organizacional, de funcionamento e de procedimentos.

Assim, em despachos separados do Presidente da Autoridade Tributária, foram nomeados Casimiro Mabota para Director Regional Norte das Alfândegas, tendo como seus adjuntos Pedro Francisco Ferreira e Joel Jaime Guambe, respectivamente para a Unidade de Grandes Contribuintes e para as operações.

Albano Mendes Narolomele, até então director regional adjunto das alfândegas, foi indicado para o cargo de Delegado Regional Norte para a formação e capacitação, cargo que acumula com a Comunicação e Imagem.

Outros nomeados, Januário Chauque para chefe da Divisão de Terminais, Amaral Maquechone para director da área fiscal de Cuamba, Mário Manuel para chefe de operações nas alfândegas do Niassa, Eduardo Loureiro para coordenador do balcão de informação ao contribuinte em Nampula, Baulande José Chale para chefe de operações nas alfândegas de Cabo Delgado e Fernando Agostinho Manhiça para chefe dos Recursos Humanos ao nível da região norte.

Recorde-se que cessaram funções, ao nível dos gestores da região norte, Carlos Miguel Macie, até então director regional, transferido para a região sul, Comanda Momade, director da Unidade de Grandes Contribuintes de Nampula que vai para a zona centro do país com igual posto. A cerimónia de tomada de posse teve lugar na última terça-feira em Nampula, na qual o Presidente da Autoridade Tributária realçou que a região norte é, demográfica e economicamente bem potenciada dai que, periodicamente, ocorra a avaliação do progresso da área de responsabilidade e, quando necessário, procede- se a necessária readequação dos quadros. Fizemo-lo em 2007 e 2008. Fazemo- lo agora contados que estão mais de dois anos de vida da nossa jovem instituição, disse o Presidente. Wf

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!