Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Autárquicas 2013: STAE adia divulgação dos resultados preliminares

O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) adiou a divulgação dos resultados parciais das eleições autárquicas desta quarta-feira (20), nos 53 município de Moçambique. Uma conferência de imprensa estava marcada para 10 horas desta quinta-feira (21), no centro de Imprensa em Maputo mas foi adiada para as 16 horas. Igualmente, o STAE provincial na Zambézia havia agendado agendado uma conferência de imprensa para a manhã desta quinta-feira (21) mas também foi adiada.

Estes adiamentos são interpretados pela opinião pública de Quelimane, Mocuba, Gúruè e mesmo de Maputo como a derradeira tentativa para falsear os resultados eleitorais obtidos pelo Movimento Democrático Moçambique (MDM).

Aliás, a directora do STAE provincial da Zambézia, afirma que ainda estão ser compilados os dados referentes aos municípios de Quelimane e Mocuba. Estranhamente, os dados de Gúruè, onde uma contagem paralela dão conta de um vitória da oposição, não foram revelados. Sabe-se, contudo que o MDM está na frente dos resultados em Milange e Gúruè.

A confirmar-se a vitória em mais duas autarquias o MDM formaria uma espécie de triângulo das bermudas para as aspirações do partido no poder nas próximas eleições gerais.

PRM nega mortes

Ernesto Serrote, porta-voz da Polícia da República de Moçambique, afecto ao Comando Provincial de Quelimane, desmentiu as informações de que três pessoas teriam perdido a vida em sequência da acção repressiva da Força de Intervenção Rápida.

Segundo Serrote, os tiroteios registados no posto de votação de Icidua não alvejaram nenhum cidadão.

Contudo, fontes bem posicionados na saúde em Quelimane confirmam as mortes. “As armas usadas não eram para matar, mas sim para dispersar a população que subtraiu três urnas quando decorria a contagem parcial”, explicou.

Cinco cidadãos estão detidos, dois dos quais no município de Gúruè sob suspeita de terem rasgado o uniforme de um agente da lei e ordem. Os outros detidos são da Maganja da Costa por permanecerem nos postos depois de exercerem o seu direito de cidadania.

@Verdade tem ainda registo de membros do MDM, alguns membros de mesas de votos, detidos nos municípios de Maputo, Chókwe, Chibuto, Nhamatanda, Gorongosa e Angoche.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!