Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Aumenta número de estrangeiros que querem trabalhar em Moçambique

O número de cidadãos estrangeiros que requereram ao Ministério do Trabalho para trabalhar em Moçambique durante o ano passado conheceu uma subida de cerca de 30 por cento, comparativamente ao ano de 2009, tendo passado de 9.110 para 11.894 pedidos.

Esta subida, segundo um comunicado do Ministério moçambicano do Trabalho (MITRAB) recebido pela redacção da AIM, deve-se, no cômputo geral, à crescente entrada de investimentos estrangeiros para diversas áreas de actividade no país, destacando-se os empreendimentos como a construção do Estádio Nacional, a modernização do Aeroporto Internacional de Maputo, bem como os projectos de prospecção de petróleos e minérios.

Em contrapartida, um total de 2.877 trabalhadores estrangeiros terminaram com os seus contratos em Moçambique durante o mesmo período, contra os 876 do ano de 2009.

Do universo de autorizações de trabalho emitidas pelo Governo a cidadãos estrangeiros em 2010, destacam-se cidadãos de nacionalidade sul-africana, que assumem a primeira posição com 2.718 pedidos autorizados, número que corresponde a 22.9 por cento, seguindo-se cidadãos portugueses com 1.524 autorizações, ou seja 12,85 por cento, a Índia com 1.293 cidadãos (10,9 por cento), sendo os remanescentes distribuídos por várias nacionalidades.

Ainda em 2010, um total de 32.571 moçambicanos emigraram para o estrangeiro, mais concretamente para o sector mineiro da África do Sul, contra os 37.392 no ano anterior, um decréscimo de 12,9 por cento.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!