Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Augusto Paulino exonera e nomeia Procuradores-chefes

O Procurador-Geral da República de Moçambique, Augusto Paulino, movimentou cinco procuradores-chefes de províncias e directores de gabinetes de algumas procuradorias provinciais.

Em despachos separados, de 10 de Junho corrente, Augusto Paulino exonerou Emília Chirindza, do cargo de procuradora provincial-chefe de Cabo Delgado, Alberto Paulo, do cargo de procurador provincialchefe de Nampula, todas no norte do pais, Mourão Infante Baluce, do cargo de procurador provincial-chefe de Inhambane, no sul, João Júlio Mutisse, do cargo de procurador provincial-chefe de Tete, centro, Orlando Generoso João Rubene, do cargo de procurador provincial-chefe de Gaza, sul, Hermínio Xavier da Barca Gustavo, do cargo de director do gabinete provincial de Nampula, norte.

Noutro despacho, Augusto Paulino nomeou Américo João, para exercer a função de procurador provincial-chefe de Cabo Delgado, Emília Bernardo Chirindza, para exercer a função de procuradora provincial-chefe de Nampula, Francisco Ferro Cananda, para exercer a função de director do gabinete provincial de Combate à Corrupção de Nampula, Sérgio Correia dos Reis, para exercer a função de procurador provincial-chefe de Tete, Carolina Azarias, para a função de procurador provincial-chefe de Inhambane, João Júlio Mutisse para exercer a função de procurador provincial-chefe de Gaza.

Reitor da Universidade Lúrio é presidente de 260 universidades Maputo, 11 Jun (AIM)- Jorge Ferrão, reitor da Universidade moçambicana Lúrio (Unilúrio), com sede em Nampula, norte do pais, é desde quarta-feira presidente da Associação das Universidades de Língua Portuguesa, uma agremiação que congrega cerca de 260 instituições de ensino superior e de investigação.

A eleição de Jorge Ferrão aconteceu no dia 8 do corrente mês na região de Bragança, em Portugal, durante o 21º encontro dos reitores das universidades da comunidade dos países falantes da língua portuguesa.

Um documento da Unilúrio, enviado ao “Diário de Moçambique”, destaca que com o feito, Moçambique vê assim dignificado e reconhecido o seu ensino superior, sobretudo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela jovem Universidade Lúrio.

Na sua intervenção após ter sido eleito, Jorge Ferrão agradeceu a confiança depositada no seu país para dirigir os destinos do órgão nos próximos três anos, incluindo o apoio que lhe foi dado pelo conselho de reitores de Moçambique.

Comprometeu-se na ocasião a dar seguimento ao trabalho desenvolvido pelo anterior presidente, Clélio Campolinas, e propôs a criação de programas que promovam a mobilidade sul-norte-sul e ainda no contexto regional.

Salientou igualmente o sistema de créditos, o reconhecimento da qualificação e múltipla titulação que deverão ser melhorados e estruturados por forma a assegurar a eficiência sem nunca perder a qualidade. O próximo encontro da Associação, 22º, realizar-se-á em Maputo entre os dias 20 e 22 de Junho de 2012.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!