Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Atropelamentos fazem quatro mortos em Sofala

Quatro pessoas, duas das quais menores de cinco anos, perderam a vida vítimas de atropelamento nos últimos quatro dias na cidade da Beira e no distrito de Chibabava, em Sofala, informou esta terça-feira a Polícia da República de Moçambique(PRM). Três outras pessoas contraíram ferimentos graves, no Dondo e em Nhamatanda, encontrando-se a receber cuidados médicos no Hospital Central da Beira (HCB). Trata-se da consequência de quatro atropelamentos registados nas estradas nacionais números um e seis.

Um dos acidentes mortais por atropelamento, segundo o jornal Diário de Moçambique, que cita fonte da PRM em Sofala, registou-se na EN1 no dia 30 de Outubro, concretamente na região de Goonda, distrito do Chibabava, envolvendo um camião com a matrícula MMX-08-04, conduzido por Arlindo Tai, de 43 anos, o qual colheu um menor de cinco anos, cuja identidade é até aqui desconhecida. O referido motorista tentou empreender fuga, mas foi neutralizado no posto administrativo de Inchope, província de Manica, onde se encontra detido.

O segundo caso aconteceu anteontem na EN6, precisamente na rotunda da Munhava, na Beira, quando um carro Toyota Hiace AAR-996-MC, conduzido por Paulo Fernando, de 37 anos, que fazia o trajecto Munhava-Pioneiros, atropelou Verónica Lotes João, de 20 anos. No memento do acidente, a vítima trazia ao colo seu filho, Fernando João, o qual contraiu ferimentos graves, tendo perdido a vida a caminho do HCB.

O terceiro desastre deu-se na Rua Kruss Gomes, também na Munhava, envolvendo um veículo da marca Toyota MLZ-63-30, conduzido por Hélio Mendes Abuchama, de 23 anos. Este fazia o trajecto Chota-Munhava, tendo atropelado um menor de cinco anos, António Manuel José, que veio a perder a vida a caminho do HCB. O quarto acidente deu-se nas proximidades dos semáforos da Munhava, onde uma viatura não identificada colheu mortalmente um indivíduo identificado apenas por Agostinho.

Enquanto isso, durante as últimas 94 horas, cinco indivíduos, todos de 18 anos, encontram-se detidos nas celas da PRM na Beira e em Cheringoma, acusados de roubo e homicídio voluntário. Trata-se de Vasco Gimo, Eugénio Sozinho e Jerónimo Inácio, indiciados de invasão e retirada de bens numa residência na Beira; João Almeida e José Ernesto, por terem espancado até à morte o nacional Domingos Inujojoma, de 30 anos, em Inhaminga.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!