Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Atraso no reembolso dos fundos preocupa autoridades locais na Ilha de Moçambique

A taxa de reembolso do Fundo de Desenvolvimento Distrital, (FDD), na Ilha de Moçambique, continua muito baixa, devido ao facto de os devedores mostrarem-se cada vez mais relutantes na sua devolução, facto que preocupa as autoridades administrativas locais.

Segundo dados recolhidos pelo Wamphula fax junto da administração local, o governo da Ilha de Moçambique desembolsou, no período de 2006/2007, mais de 37 milhões de meticais para o financiamento de vários projectos, e até o mês de Fevereiro do corrente ano tinham sido devolvidos apenas um pouco mais de um milhão de meticais.

Os projectos virados para a agricultura, pesca, turismo, produção e processamento do sal, entre outros, que totalizam 854, foram as principais actividades beneficiadas com o financiamento, conforme informações prestadas pela administração distrital.

É uma situação extremamente preocupante para o governo da Ilha de Moçambique, pois que a falta de reembolso dos valores constitui um grande constrangimento para a concretização do objectivo essencial pelo qual foi criado este fundo, que é o combate à pobreza absoluta. Disse António Saul, administrador daquele distrito.

De acordo com aquele dirigente, o que acontece é que as pessoas daquela região costeira estão com a presunção de que este dinheiro é uma oferta do governo, como gratificação de terem votado no partido nas eleições passadas, por isso nunca pensaram na necessidade e importância da sua devolução.

Como forma de se inverter o cenário, segundo a nossa fonte, estão em curso neste momento acções de sensibilização aos mut uár ios do Fundo de Desenvolvimento Distrital sobre a necessidade do reembolso dos fundos.

O trabalho conta com o envolvimento não só do executivo da Ilha, como também, dos líderes comunitários e membros do conselho consultivo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!