Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Atentado contra ONU deixa cinco mortos no Paquistão

Cinco funcionários da ONU morreram quando um homem-bomba vestido como militar detonou seus explosivos sua bomba em uma das sedes da organização em Islamabad, a capital do Paquistão, apesar do forte sistema de segurança do estabelecimento.

Aliado chave dos EUA na guerra contra o terrorismo, o Paquistão enfrenta uma onda de atentados cometidos por talibãs ligados à Al-Qaeda, que já deixou 2.150 mortos desde julho de 2007. Este novo ataque suicida aconteceu no coração de Islamabad, uma capital em estado de alerta máximo principalmente desde que os talibãs paquistaneses prometeram se vingar da morte de seu líder, Baitullah Mehsud, morto em agosto por um míssil americano no noroeste do país.

O Programa Alimentar Mundial (PAM) da ONU anunciou em sua sede de Roma que cinco membros de seu pessoal morreram e vários outros foram feridos. “A morte de cinco pessoas que trabalhavam para o PAM foi confirmada após um atentado suicida, segundo a polícia local”, indica o comunicado. Comunicados anteriores falavam em três e, depois, quatro mortos. As cinco vítimas são quatro cidadãos paquistaneses e um iraquiano, segundo o comunicado.

“A bomba explodiu na entrada do PAM”, contou um dos funcionários locais da agência à AFP. Todos os escritórios da ONU em Islamabad, assim como os das embaixadas, foram transformados desde então em bunkers, atrás de fortes muros antiexplosão. O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, denunciou um “crime raivoso” e a ONU fechou todos os seus escritórios no Paquistão “até nova ordem”. “Minha resposta é simples… vamos continuar nossa ajuda humanitária aos paquistaneses”, declarou Ban, lembrando que mais de dois milhões de pessoas deslocadas precisam de ajuda humanitária urgentemente.

“O suicida estava vestido com o uniforme de uma unidade militar encarregada da proteção dos cinturões diplomáticos”, explicou o ministro Rehman Malik. “O homem pediu para ir ao banheiro e enganou a vigilância dos serviços de segurança”, acrescentou. “Encontramos as pernas e a cabeça do camicase. Estamos investigando para saber como ele conseguiu entrar no prédio, porque há portas de detectores de metais e câmeras”, destacou o inspetor geral da polícia, Bani Amin.

A grande maioria dos atentados dos últimos dois anos no Paquistão é assumida ou atribuída ao Movimento dos talibãs do Paquistão (TTP), que se diz aliado da Al-Qaeda.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!