Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ataques dos EUA na Síria mataram mais de 1.000 militantes islâmicos

Três meses de ataques aéreos liderados pelos Estados Unidos na Síria mataram, até o momento, pelo menos 1.171 pessoas, na maioria militantes do Estado Islâmico, disse, esta terça-feira 23), um grupo de monitoria da violência na Síria com sede na Grã-Bretanha.

Rami Abdulrahman, chefe do Observatório Sírio para os Direitos Humanos, disse que 52 mortos eram civis. A sua rede de activistas, que está espalhada pela Síria, afirmou que o número de mortos entre insurgentes islâmicos radicadas desde o início da campanha militar, em setembro, provavelmente é ainda mais alto do que a estimativa.

“Isso acontece por causa da dificuldade dos activistas em alcançar áreas atacadas pela coligação, e também porque o Estado Islâmico mantém um controle rígido sobre suas perdas humanas”, disse Abdulrahman.

Os Estados Unidos e aliados têm reduzido significativamente os seus ataques na Síria em comparação com o primeiro mês da campanha. No total, os Estados Unidos realizaram 488 ataques aéreos na Síria até 15 de Dezembro, de acordo com dados militares dos EUA publicados pela Reuters.

Os números do Observatório não incluem as mortes resultantes de ataques contra alvos do Estado Islâmico no Iraque.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!