Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ataque da coligação tripartidária/Chissano diz que pode resultar em sucesso ou prolongar a violência

O antigo Presidente da República de Moçambique, Joaquim Chissano, considera que a acção militar da coligação França / Reino Unido / Estados Unidos da América contra o Governo da Líbia “será um sucesso se conseguir neutralizar os ataques contra a população civil”, mas alertou para o risco de “prolongamento da violência”.

A Líbia é hoje palco de bombardeamentos de uma coligação militar tripartida, que alegadamente visa impor uma “zona de exclusão aérea”, e supostamente impedir as forças fiéis ao Presidente líbio, Muammar Kadhafi, de prosseguir as suas acções militares nas zonas controladas pelos rebeldes armados.

Comentando esta segunda- feira em Maputo a situação na Líbia, Joaquim Chissano (Presidente moçambicano entre 1986-2004) disse que se os ataques que estão a ser lançados contra a Líbia por aqueles países conseguirem “neutralizar” os combates entre as forças governamentais e os rebeldes terão sido “um sucesso”.

“Se conseguirem realmente neutralizar todas as forças para que não haja mais combates, a medida terá sido um sucesso, mas pode provocar um prolongamento da violência. Então pode ter consequências graves”, enfatizou Joaquim Chissano.

Para Joaquim Chissano, a experiência da imposição de uma zona de exclusão aérea no Iraque, no início da década de 1991, que acabou se prolongando por muitos anos, coloca “um pouco de incerteza” sobre este tipo de opções.

“A minha visão é de um pouco de incerteza, como foi no caso do Iraque, também tive a mesma pergunta. É difícil medir se a intenção de protecção dos civis vai realmente evitar mortes ou, a uma dada altura, pode ressurgir uma luta que leva mais tempo e matar mais gente”, sublinhou o ex-chefe de Estado moçambicano.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!