Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Associação Comercial e Industrial de Sofala pesquisa oportunidades de negócio

A Associação Comercial e Industrial de Sofala, integrando uma média de 30 membros, visitou a Riversdale Moçambique com objectivo de pesquisar oportunidades de negócio na região carbonífera da província de Tete, Centro do país.

No Centro de Formação da Riversdale, a delegação recebeu informações sobre o projecto mineiro de Benga e sobre projecto da construção de uma central térmica, segundo revela um comunicado de imprensa desta empresa de exploração de carvão, recebido hoje pela AIM. Os membros da delegação visitaram igualmente as áreas da concessão mineira, onde se inteiraram dos trabalhos de preparação do início das actividades previsto para Setembro do ano em curso.

Os comerciantes e industriais da província central de Sofala manifestaram a sua satisfação em relação às oportunidades que a Riversdale está a proporcionar, sobretudo no que toca à priorização de negócios com o empresariado nacional. A Riversdale manifestou, por seu turno, o interesse em aprofundar as suas relações com a Associação Comercial e Industrial de Sofala e, em particular, com as empresas nela filiadas.

O Governo moçambicano e a Riversdale assinaram, em Maio ultimo, um Contrato Mineiro, que culminou com a entrega da respectiva licença para o Projecto de Carvão de Benga. Nesta fase, segundo o comunicado de imprensa, está em curso a discussão dos dados do estudo de impacto ambiental pelas partes interessadas e afectadas para posterior entrega ao Executivo moçambicano.

O documento indica, por outro lado, que decorrem preparativos do plano de acção para o reassentamento das populações e as negociações para uso da linha ferroviária de Sena e do porto da Beira. O estudo de viabilidade será finalizado brevemente, incorporando os termos do Contrato Mineiro. Uma estimativa actualizada dos recursos carboníferos nas áreas das licenças do Projecto de Benga apoiam o seu desenvolvimento, porque o recurso registou um aumento em 90 por cento, situando-se em quatro milhões de toneladas.

Destas quantidades, 1.032 milhões de toneladas são de recursos medidos e indicados, das quais 893 milhões de toneladas estão a menos de 500 metros de profundidade. Foi estimada uma reserva inicial de carvão de 273 milhões de toneladas. Os resultados da qualidade de carvão indicam que o carvão metalúrgico duro de Benga será de primeira qualidade a nível mundial.

As perfurações em Benga continuam delineando o depósito para facilitar o planeamento e desenvolvimento da mina. As descobertas iniciais na licença 946L são encorajadoras, pois confirmam a presença das mesmas camadas de carvão encontradas em Benga, porém numa área ainda maior.

Estão planeadas operações de prospecção e pesquisa para todas as áreas da concessão durante este ano de 2009. A área mineira total da Riversdale excede os 250 mil hectares – uma das maiores áreas sob posse de um único titular mineiro na bacia de carvão de Moatize.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!