Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Artistas plásticos expõem Ruídos e Fantasmas

O artista plástico sueco, Luc Andrie, e outros moçambicanos inauguram, recentemente, uma mostra de instalação denominada “Ruídos e Fantasmas”. As obras estão patentes no Centro Cultural Franco-Moçambicano, em Maputo.

O trabalho resulta de pesquisas realizadas por um grupo de artistas em lugares simbólicos de preservação da cultura em Maputo, como é o caso do Museu Nacional de Arte e o Museu da História Natural.

De acordo com o artista plástico sueco, radicado em Moçambique, Luc Andrie, a sua criação ilustra a história e a vida do povo moçambicano. “São ruídos e fantasmas da noite, dos dias perturbados, dos famintos, dos tristes, dos que sentem dor da perda, da agitação e de outras coisas que nos desviam as atenções”.

Esta é a primeira obra do género cujo ponto essencial é desenvolver performances com cenários em imagens gravadas e figurinos. “Ruídos e Fantasmas” está patente, no Centro Cultural Franco-Moçambicano, até 28 de Fevereiro.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!