Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Arrancam obras de construção do Aeroporto Internacional de Nacala

As obras de construção do Aeroporto Internacional de Nacala na província de Nampula, norte de Moçambique, arrancam na quinta-feira, com o lançamento da primeira pedra, segundo a agencia noticiosa “Macauhub”, citando uma fonte da empresa pública Aeroportos de Moçambique. As obras, que visam a transformação da actual Base Aérea de Nacala em Aeroporto Internacional, foram adjudicadas à empresa brasileira Odebrecht.

As mesmas estão avaliadas em cerca de 112 milhões de dólares, com uma duração de 23 meses. As obras consistem na construção de terminais de passageiros e de carga, torre de controlo, repavimentação da pista de aterragem, entre outras infra-estruturas passíveis de colocar o Aeroporto de Nacala à altura das exigências actuais do sector de aviação. A pista terá um comprimento de 3.400 metros, com uma capacidade para movimentar entre 500 mil a 600 mil passageiros por ano, bem como para acolher aeronaves da classe “D”, nomeadamente, “Boeing 757 e 767”.

O Governo, reunido na sua sessão ordinária do Conselho de Ministros realizada a 2 de Fevereiro último, homologou o contrato de empreitada para a construção do Aeroporto Internacional de Nacala, cujas obras deveriam ter iniciado em Abril do corrente ano. A transformação daquela pista de aterragem em aeroporto civil visa responder aos desafios de desenvolvimento que o distrito de Nacala enfrenta, que nos últimos anos tem vindo a receber projectos de investimento, tendo em conta o seu novo estatuto de zona económica especial.

De referir que Moçambique está a efectuar investimentos avultados no sector aeroportuário, destacando-se a ampliação e modernização do Aeroporto Internacional de Maputo, com financiamento chinês, e a ampliação e modernização dos aeroportos de Vilankulo e Pemba, nas províncias de Inhambane e Cabo Delgado, respectivamente.

Ainda na esteira dos investimentos no sector aeroportuário, decorrem obras visando dotar os aeroportos das cidades da Beira, Tete e Quelimane, com melhores infra-estruturas e equipamentos, um projecto de avaliado em 27 milhões de dólares e que conta com o financiamento da Agência de Desenvolvimento Internacional da Dinamarca.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!