Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Argentina 0 – Alemanha 4, eficaz e eficiênte Mannschaft atropela Messi e companhia

Argentina 0 – Alemanha 4

A armada germânica derrotou sem apelo nem agravo Messi e companhia por expressivos 4 bolas a 0. O Melhor do Mundo termina sem brilho, e sem marcar um único golo a sua aventura africana. Este sábado, na cidade do Cabo, a equipa de Joachim Löw nem sequer deu tempo para todos adeptos acomodarem-se no estádio Green Point, entre eles o Presidente Sul Africano Jacob Zuma, a Chanceler Alemã Angela Merkel ou o actor Leonardo Di Caprio, e marcou o primeiro golo ainda antes do terceiro minuto de jogo.

Müller fez o golo mais rápido do Mundial, mas depois viu um cartão amarelo e não poderá jogar a semifinal. Miroslav Klose marcou duas vezes e o defesa Friedrich também marcou.

Com o maestro Schweinsteiger no comando a Alemanha entrou ao ataque com apenas 2 minutos e 38 segundos de jogo o médio marcou um livre a meio campo a bola foi para a àrea onde Müller subiu ao alto e de cabeça atirou para o fundo das redes de Romero, que ainda sentiu a jabulani tocar na sua perna. Müller marcou o seu quarto golo e colocou-se ao lado de Higuaín (Argentina), David Villa (Espanha), Vittek (Eslováquia) e Sneijder (Holanda) no topo dos melhores marcadores do torneio.

Com vantagem no marcador, e a equipa de Maradona perdida no relvado, particularmente pela ala direita onde Otamendi dançou o tango ao ritmo que Podolski quis, os alemães deixaram a iniciativa do jogo aos sul americanos e passaram a jogar em contra ataque.

O tridente atacante argentino bem marcado tinha que vir buscar jogo no seu meio campo mas não conseguia criar perigo, quando a defesa alemã não cortava Neuer estava bem seguro entre os postes. Até que Maradona mandou Otamendi trocar de flanco com Di Maria que parou as subidas de Podolski e a Argentina melhorou, aos 36 minutos Müller cortou um lance com a mão na entrada da área e recebeu amarelo.

Na sequencia da falta mal marcada por Messi, Tevez recebeu sozinho de Heinze na área e cruzou para Higuaín empurrar para o fundo das redes. Mas quatro argentinos estavam em fora de jogo e a jogada foi bem anulada, e o jogo chegou ao intervalo com vantagem curta da Alemanha.

A Argentina entrou melhor na segunda parte e no minuto 48, Di Maria galgou terreno fletiu para o centro e rematou de longe com a bola a passar rente à trave alemã. Novamente Di Maria, aos 62 minutos, cruzou da direita para Maxi Rodriguez que amorteceu com o peito e Tevez soltou a bomba, que acertou na face de Mertesacker. Depois Higuain e Tevez, com remates fora da àrea, mas a bola acabou nas mãos do guarda-redes Neuer.

Em contra ataque a Alemanha respondia e aos 68 minutos a jabulani é lançada do centro do relvado por Lahm para Mueller, que em queda consegue pôr em Podolski, que na ala esquerda, foi até a linha e cruzou para Klose apenas empurrar a bola para o fundo das redes de Romero, 13º golo do alemão que ultrapassa o record de golos de Pelé em Mundiais, 12.

Mais uma vez pelo frágil lado direito da defesa argentina, onde Otamendi havia sido substituído logo após o segundo golo por Pastore, aos 74 minutos Schweinsteiger driblou três argentinos entrou na área e colocou para Friedrich, na quina da pequena área, fazer o 3 a 0.

Maradona olhava destroçado para o relvado, resava de terço na mão, e pedia para a humilhação não ser ainda maior.

Mas Deus não ouviu as preces da Argentina e a desgraça ficou ainda maior aos 89 minutos, jabulani trocada de pé para pé, de Özil para Podolski, de Podolski para Özil, de Özil para Klose, que rematou de pé direito e fez seu 14º golo em Campeonatos Mundiais e o quarto na Àfrica do Sul.

Depois de derrotar a Inglaterra por 4 a 1, nos quartos de final, a armada germânica avança muito moralizada para as semi-finais onde vai enfrentar a Espanha, na quarta-feira em Durban.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!