Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Apuramento CAN 2012: Zâmbia 3 Moçambique 0, o sonho que transformou-se em pesadelo

A seleção nacional de Moçambique, os Mambas, chegou a Zâmbia com o sonho de vingar-se da derrota sofrida em Maputo, no estádio da Machava em Março por 2 a 0. Após um pesadelo de 45 minutos os mambas sairam cabisbaixos do Nchanga Stadium e com cada vez menos chances de apuramento para a fase final do Campeonato Africano de Futebol de 2012.

{youtube}xvBwH4WANAU{/youtube}

O jogo começou com os Chipolopolo, nome de “guerra” da seleção da Zâmbia, a controlarem o jogo e os mambas a defenderem a zona. A jogarem rápido e ao primeiro passe os zambianos aproveitavam os espaços na intermediária moçambicana para criarem muito perigo à baliza de Kampango. Collins Mbesuma foi uma seta permanentemente apontada à baliza de Moçambique, tendo feito muitos remates à baliza moçambicana e até chegou a introduzir a bola no fundo das redes de Kampango mas o árbitro havia apitado antes assinalando um fora de jogo.

Moçambique defendia mal e atacava pior, não conseguindo criar grandes jogadas. Na primeira parte destaque apenas para um remate na passada de Miro para defesa apertada do guarda-redes zambiano.

As equipas regressaram dos balneários e o árbitro implicou com as mangas compridas de Kampango – aparentemente para proteger-se do frio que se fez sentir no estádio. A segunda parte começou, moçambique saiu a jogar para trás. Wishi fez um passe longo para a defesa zambiana que controlou a bola e lançou um ataque. Dario Khan fez falta a meio do meio campo dos mambas e o árbitro assinalou livre. Livre foi marcado à maneira curta e depois a bola foi colocada bem para o centro da defesa moçambicana, há um primeiro desvio de Mbesuma para defesa de Kampango, com as palmas das mãos. A bola sobra na pequena área para Christopher Katongo, que  e sem marcação, atira com o pé esquerdo para o canto mais distante do guarda redes zambiano. Esta aberto o marcador e, no novíssimo estádio Nchanga, começava a festa dos zambianos… e o pesadelo moçambicano.

Os mambas tremeram e não souberam reagir. Até o “puto maravilha”, aquele que é considerado o melhor jogador moçambicano da actualidade, falhou. Grande descida de Paíto pelo flanco esquerdo cruzou para o centro onde Genito, coberto por dois defensores zambianos, levou a melhor colocou de bandeja para Domingues, descaído para a esquerda, sozinho, apenas o guarda redes pela frente, chutou para as nuvens.

{youtube}7kAml1X4xZI{/youtube}

Dai para frente começou o pesadelo. Os zambianos aumentaram a pressão e, depois de vários remates à baliza moçambicana, aumentaram a vantagem. Primeiro novamente por Katongo. Na sequência de uma reponsição de bola, longa, do guarda-redes zambiano, Zainadine Júnior faz um corte defeituoso e coloca o esférico no avançado zambiano que arranca da meia lua, aguenta a pressão e ultrapassa Mano, Kampango sai aos seus pés mas Katongo dribla-o e, no bico da pequena área, remata com o pé direito para o segundo golo dos Chipolopolo.

Três toques e golo… tão fácil que é jogar futebol.

{youtube}Mc6lyvI2s5k{/youtube}

A festa dos sete mil zambianos aumentou nas bancadas. Desnorteados os mambas só estiveram a perder por dois a zero apenas durante um minuto. Depois de mais uma iniciativa atabalhoada do ataque dos mambas a defesa zambiana alivia, no centro do terreno outro zambiano levanta a bola até a meio do meio campo moçambicano onde Mano tenta cortar de cabeça e colocar num seu colega mas aparece Collins Mbesuma que rouba a bola e arranca em direção a baliza. Mais punjante Mbesuma ganha na velocidade aos defesas moçambicanos. Kampango sai aos seus pés mas, sem perder a calma, o avançado do Golden Arrows da África do Sul, pica a bola com o pé esquerdo, que voa por cima do guarda-redes moçambicano e só para no fundo das malhas de Moçambique.

No final do jogo o selecionador nacional, Mart Noij, reconheceu que a seleção zambiana foi superior aos mambas e lamentou-se da escandalosa perdida de Domingues que poderia ter empatado o jogo.

Moçambique sai mais uma vez derrotado num jogo frente a Zâmbia, foi o 15º jogo entre as duas seleções e o melhor resultado dos mambas foi um empate. Com este resultado os mambas afundam-se no terceiro lugar do Grupo C com 4 pontos. A Zâmbia lidera com 9 pontos, mais um ponto que a Líbia que no domingo empatou a uma bola com as Comores.

A classificação está assim ordenada no Grupo C:

 

Equipa

J

V

E

D

GM

GS

Pts

Zâmbia

4

3

0

1

9

1

9

Líbia

4

2

2

0

5

1

8

Moçambique

4

1

1

2

1

5

4

Comores

4

0

1

3

1

9

1

Faltam duas jornadas por disputar – Moçambique vai defrontar a Líbia (fora de casa) e depois recebe em Maputo as Comores – e só vencendo as duas partidas e torcendo para que a Zâmbia e Líbia não pontuem nos seus jogos é que os mambas podem ainda ter esperanças de qualificação para o CAN de 2012, pois só o primeiro classificado de cada Grupo (e os dois melhores primeiros de todos os Grupos) qualificam-se para a fase final.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!