Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Apple e Google devem revolucionar os jogos sociais

O mercado global de games testemunhará, em 2011, dois acontecimentos que deverão transformá-lo de maneira profunda: a entrada da Apple no sector e a presença do Google no bilionário negócio dos jogos sociais.

Em 2010, a Apple voltou os seus radares para os games. Nos seus encontros com a Imprensa, Steve Jobs fez questão de mencionar o tema. O Game Center, serviço dedicado a usuários de iPad, iPhone e iPod Touch entrou em funcionamento.

Mas isso é pouco em relação ao que está por vir, segundo consultores do mundo da tecnologia: o lançamento de uma consola Apple (com tudo que isso significa em termos de design e funcionalidade) para competir com PlayStation 3, Xbox 360 e Wii.

Sinais semelhantes de interesse pelos games eram emitidos pelo Google em 2010. O gigante da Internet investiu 200 milhões de dólares na Zynga, empresa que transformou FarmVille e CityVille em fenómenos no Facebook. Mas fez mais que isso: comprou a Labpixies, a Slide e a SocialDeck, todas companhias do ramo de jogos sociais.

A Apple e os games

FOTO Game Center

Em Setembro de 2010, a Apple provou quão importantes são os games para o seu negócio. A companhia de Steve Jobs anunciou o serviço Game Center, que permite aos usuários do sistema operacional iOS 4.1 (iPod Touch e iPhone) e iOS 4.2 (iPad) disputar partidas com jogadores de todo o mundo.

Uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria Newzoo, em Setembro, ilustra a resposta dos consumidores aos investimentos que a Apple tem feito no sector.

Segundo o levantamento, 40 milhões de pessoas utilizam o iPod Touch, o iPhone ou o iPad para jogar, enquanto apenas 18 milhões utilizam o PSP (portátil da Sony) para o mesmo fim. Rumores apontam que a companhia está prestes a dar um passo ainda maior ao lançar, em 2011, uma nova consola.

Jogos sociais

FOTO CityVille

O mar está para o peixe no mundo dos jogos sociais. Depois de um ano bom para os negócios, a expectativa é de que as companhias de sucesso, como Zynga e Crowdstar, sejam adquiridas por empresas maiores, o que lhes garantiria fôlego financeiro para continuar a desenvolver títulos de sucesso como FarmVille.

Pirataria nos games

FOTO FACEBOOK

A pirataria é um dos mais sérios empecilhos para a indústria de games, principalmente em mercados em desenvolvimento. Para enfrentar o problema, as empresas têm direccionado os seus esforços para estratégias de lançamento on-line, onde há uma significativa redução de custos – graças à extinção da embalagem e ao fim das dificuldades de distribuição – e onde sistemas de autenticação impedem que usuários explorem todas as fases de um jogo, caso a sua cópia não seja legal.

Para fidelizar esses jogadores, a tendência é que as empresas de software (games) apostem em periódicas actualizações, como o lançamento de capítulos inéditos e novos recursos.

Aliada aos avanços das redes virtuais, como Xbox Live e PlayStation Network, a ‘nuvem’ será a nova prateleira e os games ganharão atenção especial de gigantes da tecnologia, como a Apple e a Google. Uma recente previsão da publicação americana Forbes confirma tal hipótese.

Segundo a revista, até 2020 os discos físicos tendem a desaparecer das lojas, dando espaço aos downloads sob demanda.

A volta por cima da Nintendo

FOTO NITENDO

A japonesa Nintendo é uma das empresas mais tradicionais do sector e perdeu espaço, em 2010, para a Microsoft e a Sony, suas principais concorrentes. Os sensores Kinect e Move conquistaram novos adeptos, ofuscaram o sucesso do console Wii e forçam a companhia a dar a volta por cima em 2011.

O primeiro passo na retomada do mercado será dado no primeiro semestre, quando a companhia lançar o portátil Nintendo 3DS, o primeiro videogame 3D que dispensa o uso de óculos.

A adequação ao cenário actual, no entanto, só acontecerá na sua plenitude no final de 2011, quando a Nintendo lançar uma nova e mais poderosa versão do Wii, hipoteticamente chamada Wii HD ou Wii 2.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!