Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Apenas 87,9 mil explorações agrícolas têm acesso a créditos bancários

Do total de 3,6 milhões de explorações agrícolas ocupadas para a prática da agricultura em Moçambique, somente 87,9% beneficiam de créditos disponibilizados pela banca comercial activa no país, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Aquele departamento governamental acrescenta ainda que devido àquele cenário 32,2% de agricultores recorrem a bicicletas para escoamento da sua produção para os mercados de comercialização.

Do total de explorações, em apenas 1,6% utiliza-se tractores agrícolas para o desenvolvimento daquela actividade produtiva, contra 1,6% que usa charruas, segundo resultados preliminares do Censo Agro-Pecuário 2009/ 2010, esta quarta-feira divulgado em Maputo.

De acordo com os resultados daquele censo, o dificil acesso a créditos bancários, seca, pragas, falta de insumos e de mão-de-obra qualificada envolvida na actividade agrícola são apontados pelos proprietários das explorações de cultivo como as principais razões para a recorrente insegurança alimentar, baixo nível de produtividade e competitividade da agricultura em Moçambique.

A província de Tete lidera a lista de explorações agrícolas com maior acesso a créditos, estimando-se em cerca de 51,8 mil os campos que beneficiam regularmente de empréstimos da banca comercial, seguida de Nampula, com 9,8 mil espaços de cultivo, contra apenas de 781 e 507 da província e cidade do Maputo, respectivamente, de acordo igualmente com o Censo Agro-Pecuário 2009/2010.

De acordo ainda com aquele estudo, cerca de 99,9% de campos de cultivo são explorados por pequenas e médias empresas, acrescentando ainda que 27,4% do total de explorações agrícolas em utilização, em Moçambique, são chefiados por mulheres.

O Censo Agro-Pecuário foi elaborado entre Janeiro e Novembro de 2010 e insere- se nos esforços visando maior disponibilização de informação à sociedade e potenciais investidores interessados no desenvolvimento daquela actividade produtiva em Moçambique, salienta o Instituto Nacional de Estatística.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!