Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ancião assassinado e castrado na Matola

Um ancião de 85 anos de idade foi assassinado e retirados respectivos órgãos genitais, por desconhecidos, na madrugada de segunda-feira, no Bairro Trevo, município da Matola.

O malogrado, que em vida respondia pelo nome de Juvêncio Nhumaio, era reformado da empresa Cajuca e andava doente desde o ano passado.

O corpo do malogrado foi descoberto por alguns dos seus vizinhos por volta das 6 horas em frente da porta da sua casa.

Alguns residentes do bairro disseram ao jorna Diário de Moçambique que a morte de vovô Juvêncio, como era carinhosamente tratado, “causou muita tristeza, pois ele não fazia mal a ninguém e não merecia ser morto. Exigimos justiça. Que os assassinos paguem pelo crime que cometeram”.

Contaram-nos que no ano passado o finado sofreu um roubo dos seus documentos de identificação, facto que o impossibilitava de levantar o dinheiro da sua reforma.

Segundo relatos de pessoas próximas do malogrado, o problema já tinha sido solucionado com a emissão de outros documentos e a partir daí ele já poderia ter acesso ao dinheiro da reforma ao fim de muito tempo de espera.

As fontes do jornal Diário de Moçambique revelam-se preocupadas, pois dizem não saber se esta terá sido a causa que lhe levou a ser assassinado brutalmente ou apenas para lhe arrancar os órgãos genitais. “Já não estamos tranquilos, não poderemos dormir ou andar em paz de noite, pois hoje a vítima foi vovô Juvêncio, mas amanhã isso pode acontecer com qualquer outra pessoa deste bairro. Então estamos a pedir ajuda à Polícia”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!