Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ambiente de negócios está menos mau em Moçambique, segundo “Doing Business” do Banco Mundial

O ambiente de negócios continua mau em Moçambique, na 15º edição do “Doing Business”, o relatório anual do Grupo Banco Mundial que analisa a facilidade de fazer negócios para as pequenas e médias empresas a nível global, o nosso país caiu mais uma posição apesar das reformas que implementadas em termos de obtenção de Electricidade e no Comércio Além-Fronteiras.

Moçambique que no ano passado havia caído quatro posições registou alguns progressos no relatório “Doing Business 2018: Reformar para Gerar Empregos” regredindo somente uma posição, caiu de 137º para 138º, num rol 190 economia avaliadas.

Esta pequena melhoria deveu-se, segundo um comunicado do Banco Mundial, a redução no “tempo necessário para o estabelecimento de uma ligação eléctrica através da simplificação de procedimentos que se encontram agora centrados na Electricidade de Moçambique (EDM), e reduziu os custos através da remocão da necessidade de depósito para clientes comerciais de grande escala”.

“Importa notar também que embora na região continue a ser necessários, em média, cerca de 115 dias para se obter uma ligação eléctrica, comparativamente a uma média global de 92 dias, a reforma realizada permite agora que uma instalação eléctrica leve em média cerca de 68 dias na capital do País” acrescenta o comunicado que estamos a citar que ainda refere que a outra melhoria aconteceu na área do Comércio Além-Fronteiras, “Moçambique tornou mais fácil a exportação, tendo melhorado as infra-estruturas do complexo portuário de Maputo-Matola”.

Comparativamente as restantes 47 economias da África Subsariana o nosso país manteve o 16º lugar. As Ilhas Maurícias, no 25º lugar da classificação do “Doing Business”, é a economia mais bem posicionada da África Subsariana.

As outras economias da região, com um bom desempenho nas classificações sobre facilidade de fazer negócios, são o Ruanda (41º), Quénia (80º), Botswana (81º) e África do Sul (82º). As economias da região com classificação mais baixa são a Somália (190º), Eritreia (189º), Sudão do Sul (187º) e a República Centro-Africana (184º).

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!