Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Alpha Condé lidera resultados da 2ª volta na Guiné-Conakry

O candidato da aliança “Arco- Íris”, Alpha Condé, lidera os resultados da segunda volta das eleições presidenciais na Guiné-Conakry diante do seu adversário, Cellou Dalien Diallo, da aliança “Cellou Dalein Presidente”, soube a PANA segunda-feira de fontes concordantes. O líder da Coligação do Povo da Guiné (RPG) teria ganho quatro das cinco comunas de Conakry, na Baixa-Guiné, uma província chave devido ao seu grande número de eleitores.

Várias outras localidades da Baixa-Guiné seriam igualmente dominadas pelo candidato da aliança Arco-Íris, cujos bastiões continuam, no entanto, a ser a Alta-Guiné (leste) e a Guiné- Florestal (sul). Quatro milhões e 200 mil eleitores foram registados para votar, domingo, para escolher entre os candidatos Cellou Dalein Diallo, que obteve 43 porcento dos votos na primeira volta, e Alpha condé, que conseguiu 18,63 porcento dos sufrágios.

Os observadores estrangeiros divulgaram, domingo à noite, um comunicado conjunto, sublinhando que desta vez eles estarão próximos das operações de contagem dos votos para evitar “as numerosas manipulações” denunciadas na primeira volta, em Junho último. O presidente da Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI), o general maliano Siaka Toumani Sangaré, garantiu que “por enquanto, apenas alguns problemas menores” foram informados à sua instituição.

Os dois candidatos, que já não se falavam, deram-se abraços recíprocos sob a pressão da comunidade internacional que organizou sexta-feira última uma cerimónia para o efeito. No termo das suas votações, eles apelaram aos seus militantes para a calma e a disciplina. Eles assinaram, a 3 de Setembro último, em Ouagadougou (Burkina Faso), um código de boa conduta sob a égide do Presidente burkinabe Blaise Compaoré, medianeiro da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), que não foi respeitado devido a várias violências que marcaram a campanha eleitoral.

O chefe da missão da Organização Internacional da Francofonia (OIF), Mohamed Auajjar, indicou à PANA que estava “agradavelmente surpreendido” com a qualidade da organização da segunda volta e a afluência dos eleitores às assembleias de voto.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!