Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Alemanha oferece 115,5 milhões de euros a Moçambique

O Governo alemão deu a Moçambique 115,5 milhões de euros, referentes ao período 2009-2011, que vão ser investidos essencialmente na Educação, desenvolvimento e apoio ao Orçamento do Estado.

O acordo que formaliza a oferta foi esta quarta-feira assinado em Maputo pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Oldemiro Baloi, e pelo embaixador da Alemanha em Moçambique, Ulrich Wilhelm Klöckner. Os dois países negociaram a verba ainda durante o ano passado, em encontros nos quais a Alemanha assumiu o compromisso de manter o apoio ao programa de desenvolvimento de Moçambique, continuando a concentrar a cooperação nas províncias de Inhambane, Sofala e Manica (Centro), disse o embaixador.

De acordo com os documentos quarta-feira assinados, 47 milhões de euros vão ser dados ao Fundo de Apoio ao Sector da Educação, que é utilizado pelo Governo de Moçambique para construir escolas (60 porcento) e financiar outras componentes, como mobiliário (40 porcento). O sector da Educação recebe mais dois milhões de euros para apoio técnico. O Orçamento do Estado recebe directamente 20 milhões de euros e mais três milhões para instituições envolvidas na matéria (apoio orçamental), como a Assembleia da República, o Tribunal Administrativo e a Autoridade Tributária.

A Alemanha apoia ainda a descentralização e desenvolvimento rural com 23 milhões de euros, e dá mais 17 milhões para o melhoramento das condições básicas das pequenas e médias empresas e para o desenvolvimento do sector financeiro. O Instituto de Gestão de Calamidades é outro dos beneficiários, com 3,5 milhões de euros. “Os acordos reflectem com clareza algumas das nossas preocupações”, disse Oldemiro Baloi, salientando que se registou um aumento do volume de doação, que passou de 92,5 milhões de euros para 115,5 milhões.

“Nos tempos que correm, de crise internacional, é ainda mais de assinalar”, disse o ministro. Graças ao apoio alemão, Ulrich Wilhelm Klöckner referiu que, entre 2004 e 2007, foram construídas salas de aula para 10 mil alunos, devendo mais sete mil beneficiar de melhores condições até final do ano. “Moçambique é dos parceiros de cooperação mais importantes em África”, disse o embaixador.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!