Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Alemanha 0 – Sérvia 1: armada germânica travada na muralha sérvia

Alemanha 0 - Sérvia 1: armada germânica travada na muralha sérvia

A Sérvia conquistou a sua primeira vitória da história na Copa do Mundo ao surpreender a Alemanha (1-0), esta sexta-feira em Port Elizabeth, numa vibrante partida válida da segunda jornada do grupo D em que a Mannschaft jogou com dez por quase uma hora, além de ter desperdiçado um pênalti. O golo da equipe de Radomir Antic foi marcado pelo médio do Milan Jovanovic, depois de ter recebido um passe de cabeça da torre Nicola Zigic aos 38 minutos de jogo, um minuto depois da expulsão do artilheiro alemão Miroslav Klose, pelo segundo cartão amarelo.

 

“Esta seleção representa o seu povo, enérgica e ao mesmo tempo é um pouco arrogante. Todos os sérvios podem sentir-se reconhecidos nesta equipe e dedicamos esta vitória a eles”, disse um Antic “feliz” com um triunfo que terá um grande efeito “psicológico” em sua equipe.

Com este resultado, a equipe de Joachim Low, que havia estreado com uma goleada de 4-0 sobre a Austrália, permanece na liderança com três pontos, ao lado da Sérvia, mas com um saldo de golos superior (+3 contra 0).

Após uma grande estreia, a Alemanha, tricampeã mundial renovada com jovens talentos como Masut Ozil e Thomas Müller, não conseguiu superar o esquema inteligente de Antic, que armou bem sua equipe em todos os setores e neutralizou os astros de uma Mannschaft que não empatou por causa da marcação perdulária de um penalti por Lukas Podolski.

O melhor jogador jovem da Copa da Alemanha, em 2006, teve pelo menos três chances claras de golo perdidas (aos 7 do primeiro tempo, e a aos 12 e 14 do segundo), além de um penalti cobrado sem convicção para a esquerda que o guarda-redes Vladimir Stojkovic defendeu aos 15 da segunda etapa. “Antes do pênalti, estava seguro do que ia acontecer. Tinha uma chance e tinha que me concentrar”, disse Stojkovic.

O jogo ficou mais tranquilo para a Sérvia com a expulsão correta de Klose após uma falta boba que valeu ao jogador o seu segundo cartão amarelo, um golpe psicológico que logo foi aproveitado com o golo de Jovanovic cara a cara com Manuel Neuer, que antes apenas havia sido incomodado por uma falta cobrada pelo defesa Aleksandar Korolov aos 33 do primeiro tempo.

A Alemanha, que estava com seu orgulho ferido pela derrota, intensificou seus avanços e quase empatou aos 46 do segundo tempo com uma bomba de Sami Khedira que acertou o travessão. Nessa mesma jogada, Müller salvou o golo sobre a linha, depois de uma conclusão de Ozil. A Mannschaft fez seu maior esforço entre os 10 e os 15 minutos da segunda parte. Bastian Schweinsteiger e Podolski desperdiçaram boas chances, principalmente o atacante do Colônia, que havia aberto o placar contra os australianos, mas que esta sexta-feira teve uma tarde pouco inspirada.

O pênalti tinha sido apitado corretamente após um toque de mão infantil do experiente Nemanja Vidic, defesa do Manchester United, que quase arruinou a epopeia sérvia, mas Stojkovic foi o herói de um dia histórico para a equipe de Antic, guiada pelo capitão Dejan Stankovic, que mais uma vez foi um trator em campo.

A classificação final do Grupo será decidida na quarta-feira, quando os sérvios enfrentarão os ‘Socceroos’ em Nelspruit e os alemães terão pela frente as Estrelas Negras em Johannesburgo, partidas que serão disputadas em simultâneo às 20h30. 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!