Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Africanos lançam união aduaneira com 19 países-membros

O presidente do Zimbábwe, Robert Mugabe, lançou neste domingo a união aduaneira Mercado Comum da África Oriental e Austral (Comesa, por suas siglas em inglês), convidando investidores internacionais a trabalhar com os 19 membros do novo grupo. “Nossa mensagem aos investidores do mundo inteiro é clara: temos um mercado regional para vocês, venham ao Comesa”, disse Mugabe, que preside a organização.

Os países-membros realizaram uma Cúpula em Victoria Falls, a oeste do Zimbábue. “Ao mundo inteiro, queremos dizer que somos a Comesa e que pesamos como bloco regional, queremos que nos levem a sério”, continuou. A união aduaneira do Comesa, um projeto idealizado há tempo, mas atrasado na prática, deverá permitir uma harmonização dos direitos aduaneiros sobre os produtos que entram o bloco econômico e os que circulam entre seus membros.

Neste contexto, as matérias-primas devem ser exoneradas de taxas, enquanto os produtos intermediários e manufaturados devem ser taxados em no máximo 25%. Os 19 países-membros do Comesa, que representam 400 milhões de habitantes e um PIB global de US$ 360 bilhões, já levantaram as restrições dos vistos de turismo dentro da união.

Criada em 1993, a Comesa é formada por Burundi, Comores, Djibuti, República Democrática do Congo, Egito, Eritreia, Etiópia, Quênia, Líbia, Madagascar, Malawi, Maurício, Ruanda, Seichelles, Sudão, Suazilândia, Uganda, Zâmbia e Zimbábwe.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!