Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Aeroporto de Mavalane continua a servir traficantes da caça ilegal

Aeroporto de Mavalane continua a servir traficantes da caça ilegal

Um cidadão vietnamita, proveniente de um voo que partiu do Aeroporto de Mavalane, na capital moçambicana, foi detido no passado sábado(08) na Turquia na posse de 34 quilogramas de cornos de rinocerontes.

Os 12 cornos de diferentes tamanhos foram descobertos pelas autoridades turcas no Aeroporto de Atatürk na bagagem de um passageiro que embarcou em Maputo com destino ao Aeroporto de Ho Chi Minh no Vietname.

Embora as apreensões de traficantes dos troféus da caça furtiva tenha aumentado nos aeroportos moçambicanos esta detenção mostra que a principal porta de entrada e saída do nosso país continua a ser usada pelos traficantes.

Os cornos apreendidos foram avaliados pelas autoridades turcas em 2,2 milhões de dólares norte-americanos, segundo o diário Sabah.

O rinoceronte esteja oficialmente extinto em Moçambique os caçadores ilegais servem-se das porosas fronteiras terrestres para assassinarem os animais que ainda existem na África do Sul e pela mesma rota passam os troféus para os traficantes que deixam o nosso continente pelo Aeroporto internacional de Mavalane.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!