Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Aeroporto de Maputo: arranca segunda fase de ampliação e modernização

Arrancou, Sábado, a segunda fase da ampliação e modernização do Aeroporto Internacional de Maputo, na capital moçambicana, um projecto avaliado em 36 milhões de dólares.

Para o efeito, foi assinado, Sábado, em Maputo, o acto de entrega do Actual Terminal Doméstico de Passageiros à empresa chinesa AFECC, que vai executar as obras.

O Ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, que testemunhou o acto de entrega das infraestruturas, instou ao cumprimento dos planos e tratamento adequado aos trabalhadores que serão contratados para o trabalho.

De referir que é comum haver conflitos laborais, devido a abusos perpetrados pelos empreiteiros chineses contra os trabalhadores moçambicanos, sendo que alguns casos resultaram na “expulsão” de alguns deles do país.

“Um dos maiores problemas do nosso sector é o cumprimento dos planos. Temos que ser rigorosos na exigência, monitoria e verificação para que os nossos planos sejam cumpridos” exortou Zucula, acrescentando que “temos que pensar no tratamento que vamos dar aos trabalhadores que vamos contratar”.

As obras deverão iniciar em Abril próximo, depois da demolição das actuais instalações para dar lugar a construção de um novo terminal doméstico de raiz. De acordo com o director do projecto, Acácio Tuendue, a demolição do actual edifício inicia a 3 de Março próximo e terá a duração de 40 dias.

“Estamos numa fase de preparação de todas as condições para a demolição que vai levar 40 dias porque temos que acautelar várias situações. Depois seguir-se- á a fase dos ensaios da fundação e prospecção geotécnica para dar lugar ao início das obras, em Abril” explicou.

A construção do Terminal Doméstico terá uma duração de 18 meses, finda a qual seguir-se-á a reabilitação da pista principal, concluindo, desta forma, a materialização do programa de desenvolvimento do Aeroporto Internacional de Maputo.

De acordo com o presidente do Conselho de Administração da empresa Aeroportos de Moçambique, Manuel Veterano, o novo terminal doméstico irá dispor de duas salas amplas e modernas com capacidade para atender 580 passageiros à hora de pico, sendo 300 à partida e 280 à chegada.

“Em termos de facilidades, o novo edifício terá disponíveis 14 balcões para o check-in, equipados com tecnologia moderna de atendimento ao passageiro, gabinetes de trabalho no hall público e a área comercial respondendo assim as necessidades essenciais das companhias aéreas e outros prestadores de serviços como por exemplo, posto médico, área pública de restauração”, explicou.

Assim, a partir de hoje, todos os serviços prestados no terminal doméstico passam para o antigo terminal internacional ate a conclusão das obras do terminal doméstico.

“Como forma de dar continuidade aos serviços de assistência aos passageiros de voos domésticos durante o período de construção, foram criadas instalações provisórias” referiu.

O projecto de ampliação e modernização do Aeroporto Internacional de Maputo arrancou em 2007, tendo já resultado na construção do terminal internacional (Abril de 2008).

O terminal internacional, que consumiu cerca de 70 milhões de dólares, foi inaugurado pelo presidente da República, Armando Guebuza, a 12 de Novembro último.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!