Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Acusações de golpe na Geórgia se devem a uma ‘imaginação doentia’

As acusações de que a Rússia fomentou uma tentativa de golpe na Geórgia são produto da ‘imaginação doentia’ de algumas autoridades desse país, afirmou nesta terça-feira um alto dirigente da chancelaria russa, citado pela agência Interfax. “

As últimas acusações da Geórgia contra a Rússia são provas da imaginação doentia e do comportamento irresponsável dos dirigentes georgianos”, declarou o vice-chanceler russo, Grigori Karasin. O ministro georgiano da Defesa, David Sijarulidze, denunciou nesta terça-feira uma rebelião em uma base militar, poucos minutos depois do governo ter acusado a Rússia de tentar organizar um “levante armado” para perturbar as manobras da Otan.

No entanto, a rebelião teria terminado sem maiores violência, de acordo com o ministro. Segundo ele, militares de um batalhão de tanques se rebelaram na base de Mujrovani, perto de Gori. O presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, afirmou que a situação no país está sob controle, após a tentativa de revolta armada no quartel de Mujrovani, perto de Gori, centro do país.

O ministério do Interior afirmou que os militares amotinados, segundo o governo como o respaldo da Rússia, pretendiam matar o presidente Saakashvili. “Os organizadores do motim tinham um plano para assassinar o presidente”, afirmou o porta-voz do ministério, Shota Utiashvili.

As autoridades georgianas acusaram Moscou de ter tentado organizar uma rebelião na Geórgia para derrubar o regime de Saakashvili e prejudicar os exercícios militares da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) previstos para quarta-feira no país. “O objetivo foi o de criar um cenário de um levante armado em grande escala em Tbilisi e atentar contra a soberania da Geórgia e a integração europeia e atlântica do governo georgiano”, afirmou Saakashvili em um discurso exibido na televisão. “A situação está sob controle.

Há ordem e tranquilidade no resto das unidades militares”. “Peço a nosso vizinho do norte que cesse as provocações”, completou, em uma referência à acusação georgiana de que Moscou respaldou uma tentativa de golpe de Estado nesta antiga república soviética do Cáucaso.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!