Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Autores de ritos de iniciação violam sexualmente mulher de 38 anos

Uma mulher de 38 anos foi violada sexualmente por um grupo constituído por 18 indivíduos, que, na altura, realizavam a tradicional cerimónia de ritos de iniciação dos macondes. O cenário deu-se, Terça-feira passada, no posto administrativo de Anchilo, distrito de Nampula, alegadamente porque a vítima passou próximo do local de realização da cerimónia.

Em entrevista com a nossa reportagem, San Tomé Andrique, secretário do bairro 25 de Setembro, que forneceu os dados sobre o sucedido, referiu que a intervenção das autoridades comunitárias daquela zona fez com que nada de pior acontecesse e apercebendo-se do ocorrido, os populares decidiram apresentar o caso às autoridades policiais.

Os serviços de atendimento para os cuidados de saúde pública estão empenhados no tratamento sanitário e aconselhamento psicológico da vítima no Hospital Central de Nampula.

Segundo San Tome Andrique, a denúncia foi veiculada por um grupo de indivíduos que suspeita serem os mentores da agressão física que culminou com a violação sexual de uma cidadã de 38 anos, acto que deixou a vitima com ferimentos graves nos seus órgãos sexuais.

A fonte explicou que, para lograrem os seus intentos, os oportunistas colaram a boca da mulher para não clamar por socorro e despertar a atenção dos populares circunvizinhos.

O nosso interlocutor afirmou, por outro lado, que urge sensibilizar as comunidades de modo a parar com estes costumes que deixam apreensiva a população, pois a zona serve de caminho para os residentes dirigirem-se ao rio para tirar água ou a uma mata para buscar o combustível lenhoso.

Aquele responsável comunitário explicou que a transferência da mulher para o Hospital Central de Nampula doi devido às condições de saúde em que se encontrava, porque localmente não existem capacidades técnicas para lidar-se com casos que necessitam de cuidados especiais.

Entretanto, Samil Rodrigues Salamo, médico observador de casos relacionados com a violação no Hospital Central de Nampula, afirma que a vítima necessita de um exame geral, porquanto está a tomar os medicamentos que lhe foram receitados e, mais tarde talvez poderá precisar de uma cirurgia.

A vítima, cujo nome está em sigilo, mostrou-se apavorada pelo sucedido, visto que os agressores violaram-na de forma abusiva porque, segundo conta, foi usada por mais de seis homens, seguidamente.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!