Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Acidentes matam duas pessoas no Dondo e no bairro Vaz

Duas pessoas perderam a vida durante o último fim-de-semana na Estrada Nacional Número seis (EN6), concretamente no distrito do Dondo e no bairro do Vaz, na Cidade da Beira, vítimas de choque entre carros e atropelamento, informou, Segunda-feira, o gabinete de imprensa no comando provincial da PRM de Sofala.

Segundo o jornal Diário de Moçambique, aquele departamento refere no seu comunicado à imprensa que o primeiro acidente, um choque entre dois carros, deu-se no Dondo, cerca de 18 horas do dia 26 do corrente mês, entre a zona da balança e o centro emissor.

A fonte referiu que o acidente envolveu duas viaturas, sendo uma da marca Toyota Hiace, com a chapa de matrícula AAE – 420-MC, conduzida por Augusto passarinho, de 44 anos e Nissan ABJ – 432 – MP, pilotada por António Paulino José, de 42 anos.

Mateus Mazibe indicou que o sinistro aconteceu quando o primeiro veículo tentava contornar a curva da balança, tendo seguidamente embatido contra o segundo que vinha no sentido contrário, resultando na morte do primeiro condutor e em ferimentos graves ao segundo, para além de danos materiais avultados em ambas viaturas. A polícia aponta o cruzamento irregular por parte do primeiro condutor como a causa do sinistro.

O outro acidente, segundo a fonte da polícia, foi do tipo atropelamento e ocorreu no bairro do Vaz, na Cidade da Beira, cercas das 17:30 horas do dia 27 de Maio corrente, envolvendo um carro da marca Mazda MMK – 89-81, conduzido por Castigo Jeremias, de 34 anos de idade, que, fazendo o trajecto baixa – Dondo, colheu o nacional António Santos que contraiu ferimentos graves, mas este veio a perder a vida a caminho do hospital. Neste sinistro, a Polícia aponta o excesso de velocidade como a causa do mesmo.

Entretanto, a mesma fonte afirmou que no acidente do Sábado, que ocorreu no semáforo da Munhava, quem morreu foi o passageiro João António Ernesto que vinha no veículo Hino, com a chapa de inscrição MNP – 09 – 53, e não o respectivo condutor, Matias Ernesto Eugénio.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!