Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Acidentes de viação mataram 30 pessoas no país

Trinta pessoas perderam a vida, 67 ficaram gravemente feridas, 62 contraíram ferimentos ligeiros, além de 28 danos avultados, em consequência de 52 acidentes de viação registados na semana de 04 a 10 de Janeiro em curso, nas diferentes rodovias do território moçambicano.

De acordo com o Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), as causas dos acidentes foram as mesmas de sempre, que continuam a ceifar vidas e derramar sangue, tais como o excesso de velocidade, a mudança irregular de direcção, o corte de prioridade, a condução em estado de embriaguez e as deficiências mecânicas; por isso, “urge que os automobilistas respeitem, rigorosamente, as regras de trânsito.”

Nas diversas estradas do país, a Polícia de Trânsito (PT) fiscalizou 25.257 veículos, impôs 3.088 multas aos infractores, apreendeu 144 cartas de condução e 19 livretes, 43 viaturas por diversas infracções ao Código da Estrada, 15 cidadãos detidos por condução em estado embriaguez, 15 pessoas detidas por tentativa de suborno com notas que variam de 50 a 800 meticais.

Na mesma semana, na cidade de Nampula, pelo menos duas pessoas morreram e outras 10 pessoas contraíram ferimentos graves e ligeiros, em consequência de quatro acidentes de viação do tipo despiste, choque entre carros e carro/motorizada.

Miguel Bartolomeu, porta-voz da PRM em Nampula, defende que é possível evitar o luto e derrame de sangue nas estradas se os automobilistas não desrespeitarem o Código da Estrada. Localmente, a Polícia fiscalizou 3.741 viaturas e emitiu 471 avisos de multas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!