Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Acidentes de viação causam quatro óbitos em Maputo

Três pessoas morreram na madrugada deste segunda-feira (16) quando um triciclo, vulgo “txopela”, em que se faziam transportar pela Avenida 24 de Julho, na capital moçambicana, caiu numa vala de drenagem e foram arrastadas por uma corrente de água da chuva que cai desde o último sábado na cidade e província de Maputo. A quarta vítima encontrou a morte num outro sinistro cujos detalhes não foram fornecidos pela Polícia.

As vítimas, cujas identidades ainda não foram apuradas pelas autoridades municipais e policiais, eram o condutor do triciclo e dois ocupantes de ambos os sexos, que seguiam o trajecto Maputo/Matola.

David Simango, presidente do município de Maputo, disse que relatos de testemunhas dão conta de que os malogrados estavam a divertir-se no Clube Matchedje. Ao saírem do local, por volta das 04h00 da manhã, eles alugaram aquele meio de transporte.

Chegados à Praça 16 de Junho – onde começa a Avenida da OUA – o motorista não reconheceu o limite entre a vala de drenagem e a estrada porque esta estava completamente coberta pela água da chuva, disse o edil.

Por sua vez, Orlando Mudumane, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Maputo, disse a jornalistas que o motorista do “txopela” não conseguiu descrever a rotunda.

Nas palavras do agente da Lei e Ordem, o triciclo cambaleou, os ocupantes foram arremessados para a vala de drenagem, de onde foram arrastados pela tubagem de esgotos até a zona dos Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM), na zona baixa da capital do país.

Dois corpos foram resgatados mas até ao fecho desta edição, prosseguia a operação com vista à localização do cadáver da terceira vítima. No total, a PRM fala de quatro óbitos, três feridos graves e um ligeiro, em resultado de sete sinistros rodoviários registados entre 09 e 15 de Janeiro corrente.

Em igual período do ano passado, a PRM registou dois óbitos, dois feridos graves e três ligeiros, devido a 10 acidentes de viação.

Aliás, no domingo (15), no bairro de Magoanine, em Maputo, uma criança ficou ferida em consequência de um acidente protagonizado por um membro da Polícia de Trânsito (PT), com 30 anos de serviço, afecto a uma subunidade na Matola. O visado conduzia em estado de embriaguez.

Dos sete sinistros registados na semana finda, quatro foram do tipo atropelamento carro/peão, dois despistes e capotamento e um embate entre viaturas. A Polícia de Trânsito (PT) fiscalizou 2.817viaturas, das quais 27 foram confiscadas por diversas irregularidades.

Para além disso, 1.123 automobilistas foram multados e outros 500 submetidos ao teste de álcool. Destes, 141 conduziam bêbados, 50 dos quais ficaram sem as respectivas cartas por reincidência nesta matéria.

Orlando Mudumane mostrou-se preocupado com o facto de, apesar de vários apelos feitos para que se evite conduzir sob o feito de álcool, alguns automobilistas teimam em fazer ouvidos de mercador.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!