Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Acidente ferroviário em Sofala

Mais um acidente ferroviário foi registado no último sábado na província central de Sofala, desta feita envolvendo um camião cisterna que transportava diesel com destino ao Zimbabwe e um comboio que acabava de descarregar matéria prima na fábrica de cimento de Dondo.

O acidente ocorreu cerca das 05h30 locais (03h30 TMG), no ramal para a fábrica de cimentos no município do Dondo, numa passagem de nível sem guarda. O sinistro aconteceu quando o camião que transportava mais de 12 mil litros de combustível, do Porto da Beira para o Zimbabwe, se embateu violentamente contra o comboio que saia da fábrica de cimento localizada naquele Município. O acidente não provocou vítimas mortais, mas a cabina do camião ficou reduzida a cinzas, um quarto do tanque explodiu e dois vagões do comboio em causa ficaram completamente danificados.

Na sequência do acidente, o trânsito ficou interrompido por mais de três horas e podia se ver uma longa fila de carros nos dois sentidos da estrada, que chegaram a perfazer três a quatro quilómetros. O camião envolvido no acidente, ostenta a chapa de matrícula ABB-4763 e pertence a transportadora zimbabweana GDC WHELSON Testemunhas oculares disseram ao jornal que o motorista não prestou a devida atenção aos sinais colocados no local.

Bartolomeu Caramba, uma das testemunhas, disse que não percebeu o que se passou com o motorista envolvido no acidente. Ele explicou que o sol já raiava e a visibilidade era boa. “O que mais me admira é que seguia na frente do camião sinistrado, um outro que também transportava combustível. Este foi a tempo de evitar o acidente fazendo um ligeiro desvio. O que lhe seguia foi embaterse violentamente no comboio danificando a sua viatura e acabou ficando queimado pois, logo de seguida, a cabine pegou fogo. Valeu o nosso pronto-socorro”, explicou a fonte.

Por sua vez, Marques Cherene, socorrista da Companhia dos Caminhos de Ferro da Beira (CCFB), disse também não perceber como o acidente aconteceu. Segundo ele o local de passagem de nível sem guarda está devidamente assinalado com sinais de trânsito verticais, e ainda várias chamadas de atenção com sinais de trânsito horizontais. “Infelizmente o acidente aconteceu e com ele elevados danos materiais. Perdemos dois vagões, vimos a nossa linha férrea danificada. O tractor do camião ficou em cinzas, parte do tanque explodiu e vários litros de combustível perderam-se.

Felizmente ninguém perdeu a vida”, disse Cherene. Este é o terceiro acidente ferroviário em menos de 45 dias na província de Sofala e que já provocaram três vitimas mortais. Os primeiros dois foram registados na linha de Sena, quando comboios de mercadoria descarrilaram na ferrovia em referência. Quanto a esta passagem de nível sem guarda, já foram registados vários acidentes envolvendo comboios e automóveis de passageiros, de mercadorias ou singulares, muitos deles com vítimas mortais.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!